Saúde e Nutrição: Excesso de sal nos alimentos X Risco a saúde

30 de outubro de 2013

Olá queridas, aqui é a Nat Nutri! Tudo bem com vocês?! Espero que sim =)

Comida Industralizada

Essa semana vamos falar sobre um problema que está atingindo muitas pessoas e preocupando os profissionais da saúde: a HIPERTENSÃO. Uma doença que no passado pessoas com mais idade deveriam prevenir e controlar e hoje atinge pessoas com menos idade (crianças e adolescentes).

O mau hábito alimentar do brasileiro explica porque consumimos o dobro de sódio recomendado para adultos, pois o consumo excessivo de sal é um fator de risco para pressão alta. Hoje as pessoas quando vão avaliar a qualidade de um produto em seu rótulo, observam somente a quantidade calórica e não outros itens como gordura, sal/sódio, entre muitos outros. No caso dos produtos diet, encontramos vários exemplos com ZERO caloria e lotado de sal/sódio e sustâncias artificiais que trazem malefícios a saúde.

Uma grande preocupação que tenho é em relação aos produtos industrializados, pois todos eles são riquíssimos em sal. Cada vez mais o consumo dos industrializados vem ganhando mercado entre as pessoas que buscam rapidez e praticidade, consequentemente consumindo grande quantidade de sal/sódio. Não podemos esquecer que não encontramos os tais sal /sódio nos produtos salgados, mas também nos doces. Os refrigerantes adoçados artificialmente, por exemplo, fornecem cerca de duas vezes o teor de sódio das bebidas adoçadas com açúcar.

O recomendado Segundo a organização Mundial da Saúde é um consumo de, no máximo, 2000mg de sódio por pessoa adulta saudável ao dia, o que equivale a 5g de sal. As informações sobre consumo de sal provêm da indústria brasileira e indicam que a média de consumo de sal é de 12- 15g por dia. A média de consumo dos países industrializados é de 8 a 9g por dia.

Vamos citar alguns exemplos das quantidades de sal e sódio de produtos industrializados no Brasil:

 

Alimento

Sódio

Sal

1 cubo Caldo de carne 1974mg 5,07g
1 pacotinho Macarrão instantâneo 1516mg 3,88g
½ unidade (325g) Lasanha de frango ao sugo 1661mg 4,25g
100 ml Molho de soja                                      (Shoyo) 5453 mg 14g
1 pote Sundae de chocolate 336 mg 0,86g
1 caixinha (12g) Gelatina 400mg 1g

 

 

ATITUDES POSITIVAS A SUA SAÚDE

– O paladar se adapta à redução da quantidade de sal nos alimentos. Portanto, a diminuição gradativa do sal não afetará a percepção do sabor dos alimentos.

– Utilizar temperos naturais como ervas aromáticas, alho, cebola, pimenta, limão, vinagre e azeite para temperar e valorizar o sabor natural dos alimentos, evitando o uso excessivo de sal.

– Experimentar os alimentos antes de adicionar mais sal, pois geralmente já possuem sal adicionado na preparação.

– Alimentos frescos têm menos sal, equilibre suas refeições com saladas, legumes e frutas.

– Aumentar a ingestão de hortaliças (verduras/legumes) cozidas, assadas, grelhadas.

– Retirar o saleiro da mesa.

– Aumentar a ingestão de água, mínimo de 2 litros diários.

– Evite alimentos industrializados (hambúrguer, salgadinhos, embutidos, enlatados, conserva, refrigerantes e outros).

– Sempre verifique a quantidade de sódio nos rótulos  dos alimentos.

Dúvidas e perguntas??

Enviem aqui para o Glam ou por e-mail ([email protected])

Beijos

Nat

Compartilhe:

4 comentários

Deixe uma resposta

  1. Bom dia!! Ótimas dicas Nat. beijos

    1. Obrigada, Wal. Mais diquinhas vem por ai

  2. Adorei as dicas Nat. Já não sou muito fã de sal e diminuí muito o uso em casa, além de substituir pelo sal marinho, meu marido até reclama, falando que minha comida é sem sal e sempre acrescenta mais sal no prato dele!! Bjinhos

    1. Jade, está certíssima em consumir pouco sal. O sal marinho realmente e melhor que o comum. Bjs