Diário Saúde: Suplementos de Proteína

19 de março de 2012

 

 

Meninas, finalmente nossa Tag querida voltou! Estava com saudade já.

Hoje a Jamilla vai contar um pouco mais sobre os famosos suplementos de Proteína…

 

 

 

“Suplementos: o que, quando e para que – Proteínas (parte 1)

 

Olá!

 

Dando continuidade ao post passado, aonde falamos sobre os suplementos de carboidratos, vamos falar agora dos suplementos de proteínas! Os famosos que todos querem e todos esperam resultados!

Esses suplementos são bem polêmicos, pois sempre existem opiniões contraditórias sobre o método e o tipo adequado de suplemento. Os suplementos de proteínas são utilizados para dar o aporte de proteína necessário na prática do exercício físico, quando não é possível atingir as quantidades adequadas somente com a alimentação. Como o seu próprio nome diz, ele vem para suplementar, ou seja, dar uma “dose extra” daquele nutriente necessário. Em tese, os grupos que de fato precisam desses suplementos são os atletas e as pessoas que possuem uma necessidade nutricional elevada, como pacientes em doenças graves e grupos especiais. No entanto, com a popularização e a difusão do uso de suplementos para praticantes de exercício físico como método de resultados mais rápidos, especialmente em academias, seu uso tem sido feito muitas vezes de forma indiscriminada e sem a orientação de um profissional adequadamente qualificado, ou seja, o nutricionista! Portanto muito cuidado ao consumir esses suplementos, hein?!

São vários os tipos de suplementos de proteínas, e vamos citar alguns mais utilizados atualmente:

  • Albumina: é a proteína da clara do ovo, ela é uma proteína completa e de boa qualidade. Dentre as proteínas, já foi muito utilizada, mas vem perdendo um pouco da sua fama desde a chegada da whey protein. É uma proteína de absorção de média a lenta, ou seja, demora mais tempo para ser sintetizada e metabolizada. Não é a mais indicada no pós treino por essa característica, pois esse é um momento em que precisamos de proteína mais rapidamente absorvida.  Em alguns casos pode causar desconfortos gástricos e acúmulo de gases. Alguns suplementos de albumina não são puros e podem vir com carboidratos e lipídios na composição. Portanto, muita atenção ao rótulo antes de comprar.
  • Creatina: A creatina é um aminoácido produzido pelo nosso próprio corpo por rins e fígado, a partir a alimentação com carnes e proteínas de fonte animal. A creatina é importante fonte de formação de ATP, um tipo de energia para contração muscular e várias outras funções no corpo. No entanto, a creatina que produzimos é toda consumida pelo nosso próprio metabolismo, não havendo reservas ou “sobras” para que ela exerça outras funções. Quando consumimos a creatina mono-hidratada, que é uma substancia sem cor e sem sabor, objetivamos a retenção de líquido nos “espaços” musculares, para que ocorra o famoso efeito de “inchaço”, que geralmente as mulheres não gostam e os homens amam! Mas a creatina também tem mostrado, em estudos controlados, grande atuação no sistema nervoso de atletas e também influencia em performance, tempo de exercício, tipo de exercício, redução da fadiga muscular e formação de energia para atividades de explosão. No entanto, geralmente e entre os praticantes de atividade física (que não são os atletas), ela é usada com o objetivo de reter líquido e aumentar o volume muscular. O consumo da creatina deve ser controlado e existem protocolos adequados para sua utilização, pois ela não pode ser tomada continuadamente, havendo necessidades de períodos que chamamos de washout, ou seja, limpeza do organismo. Durante muito tempo a creatina foi proibida no Brasil pela ANVISA por apresentar inconsistências em seus estudos e sua forma de atuação e efeitos no organismo, tendo sido acusada até de ser responsável pelo desenvolvimento de doenças renais. No entanto, vários estudos comprovam que isso não ocorre, e que a creatina pode trazer diversos benefícios no organismo, quando usada corretamente.

 

Devido à quantidade de informações sobre esse tema, vou dar continuidade nos tipos de proteínas no próximo post, tá?!

 

Mas lembrem-se sempre que é FUNDAMENTAL procurar o profissional especializado em indicar o melhor suplemento pra você, caso haja necessidade. É sempre melhor priorizar a alimentação, pois ela é natural e fornece muito mais que um nutriente isolado, mas uma gama de nutrientes que vão atuar em cadeia no seu corpo!

Não aceite indicações de profissionais de educação física ou de vendedores de lojas de suplementos pois eles não são comprovadamente e legalmente qualificados para fazer nenhum tipo de indicação alimentar, qualquer que seja. O único profissional apto para isso é o nutricionista que sabe exatamente como tudo irá atuar metabolicamente!!

Procure um nutricionista sempre que tiver dúvidas!!

E até a nossa continuação!!

 

Saúde sempre!!

 

Jamila Vital Barbosa

Nutricionista

CRN 1-7323

(61) 9294 2431

jamilavital@gmail.com

 

Compartilhe:

4 comentários

Deixe uma resposta

  1. Que interessante Nati, sempre achei q tudo isso fazia super mau para a saude.

    Tem look do dia de caveira no blog ->

    http://policiadamoda.com/pm/blog/look-do-dia-caveira

    Beijos e boa terça!

  2. adoreei o post.. eu faço dietas pra ganhar massa muscular, otimo seus posts aqui parabéns beijo

  3. Oiie, vocês podiam falar sobre aplicação de enzimas? tava querendo saber e nunca achei nenhuma fonte confiavel que falasse!
    beeeeeeeeeeeeeeijos

  4. Oiie, vocês podiam falar sobre aplicação de enzimas? tava querendo saber e nunca achei nenhuma fonte confiavel que falasse!
    beeeeeeeeeeeeeeijos