DIARIO DE UMA MAMÃE: 5 SEMANAS

30 de janeiro de 2015

É, já passamos o primeiro mês e agora estamos caminhando, passo a passo, para o segundo mês do Bezinho. As cólicas começaram forte na semana passada, tivemos alguns dias inteiros de contorções, choros incessantes e mamãe acabada! Acabada psicologicamente, pois vê-lo chorar com aquela carinha de desespero ,é, sim, desesperador.

nati-vozza-remedio-pra-colica

O Bê tem muitos gases, fica o dia todo soltando pumzinho e eu fico o dia todo falando: “Isso mesmo filhinho, solta tudo” rs. Aprendi a valorizar de um tudo, xixi, coco, pum… Quando a crise apertava eu dava Colic Calm (falei dele aqui) e no início até fez bastante efeito, pois é fitoterápico. Sentia que dava aquela acalmada, e muitas vezes ele dormia minutos depois. Parecia milagre no início. Mas começou a não fazer tanto efeito assim e eu comecei a procurar pelo google algo que diminuísse a dorzinha do meu bebê. Adoro os fóruns da Baby Center, sempre encontro respostas para tudo e foi lá que encontrei muitas mamães contando sobre um remédio novo, um tal de ColiKids, um probiótico que diz funcionar para amadurecer o sistema intestinal do bebê e não funciona como remédio sintomático, mas sim como tratamento. Muitas mães diziam fazer efeito já no primeiro dia, outras diziam que apenas depois de uma semana, ou então que não fez efeito nenhum. Resolvi testar. Coincidência ou não já no primeiro dia senti uma melhora absurda e, hoje, depois de 1 semana de tratamento, ele está bem mais tranquilo e com pouquíssimas crises. Falem com seus médicos antes de comprar, ok? Não quero influenciar ninguém a usar remédios.

Aprendi que nesse mundo de bebês, cada dia é um novo dia. Há dias em que ele mama e dorme o dia todo, como um relógio britânico. Outros dias em que ele fica muito tempo acordado e bem quietinho. Dias em que a cólica aparece só às 19hs e passa 30 minutos depois. Dias que está tudo bagunçado e ele mama de picadinho e chora todos as vezes que o coloco no berço. Dias em que faz quase uma noite inteira de sono profundo. Dias como o de ontem, em que ele acordava de 1 em 1 hora e mamava de picado. Todos os dias eu acordo pensando como será o dia de hoje… Monotonia não existe por aqui hehe.

Bernardo dorme bem à noite, com exceção a dias como o de ontem, mas normalmente mama às 00:00hs e depois só acorda novamente às 4:30/5hs da manhã. Acho maravilhoso e pulo de alegria quando isso acontece. Mas muitos dias, sem explicação alguma, ele acorda várias vezes ou então demora para dormir entre as mamadas, ficando com os olhinhos arregalados. Acredito que esses primeiros 3 meses ainda seja tudo bem bagunçado mesmo. Nem eles sabem onde estão ou o que fazer, então eu tento dar muito conforto e colo. Sim, colo, outro assunto para falarmos por aqui, pois brinco que Bernardo já sabe o que é bom com apenas 1 mês. Só anda dormindo no colo, e muitas vezes quando o coloco no bercinho, se já não estiver com sono pesado, ele acorda e da aquela mini chorada de manha. Basta pegá-lo no colo e ele para. Espertinho. Nunca pensei que bebês aprendessem assim tão fácil as coisas boas da vida hehe. Me questiono diariamente se isso terá algum impacto mais pra frente, pois ficar com um bebê de 6 meses, pesado, que só dorme no colo, não será nada agradável. Por outro lado, penso que nesses primeiros meses eles são tão indefesos, que precisam mesmo de muito colo e carinho, pois é um mundo novo demais para eles. Fico nesse impasse. Na dúvida, dou colo, pois confesso que eu amo ficar com ele nos braços. Amo vê-lo dormir comigo. Muitas vezes nem tiro do colo, deixo dormir as 2 ou 3 horas comigo. Fico só babando, morro de rir dos espasmos de sono, onde ele ri, chora, revira os olhinhos. Ele virou “coleiro”. MEA CULPA!

Bernardo já está com 4,800Kg em apenas 1 mês. GORDO. Já está passando toda aquela insegurança por não ter conseguido passar de 1 mês com leite materno. Já parei de chorar, já parei de me culpar, já comecei a acreditar verdadeiramente que o que importa é a saúde e o desenvolvimento dele. Não importa com o que seja, se ele estiver ganhando peso e se desenvolvendo bem, pouco me importo. O único problema disso tudo, são as outras pessoas. Parece que todos querem saber se eu estou amamentando, e quando escutam que não já fazem cara de dó, ou começam o questionamento: “Jura? Por que? O que aconteceu? Que pena! Já tentou a relatactação? Já tomou tal remédio? Já buscou o banco de leite?”. Sim, sou instruída, tenho médicos, sou a maior interessada em amamentar meu filho, e simplesmente NÃO CONSEGUI… Jesus, onde foi que as pessoas perderam a noção de educação e respeito ao espaço do outro? Me pergunto isso diariamente. No início eu até chorava com algumas perguntas e reações das pessoas, principalmente nessa minha vida tão exposta. Eu postava o esmalte da semana e já vinham 4 comentários: “Não está amamentando?”. Pronto, era um chorôrô só. Esse mundo é maravilhoso, mas cheio de julgamentos. Estou aprendendo me aceitar como mãe, a realmente ficar em paz com as decisões e empecilhos que vão me aparecendo. Nem tudo depende 100% de nós e essa falta de controle da situação é algo que precisamos aprender a lidar.

Bom, página virada! Vida que segue!

Contratei uma Babá!

Esse primeiro mês que passamos sozinhos foi maravilhoso. Consegui acreditar mais em mim. Vi que consigo cuidar sozinha do meu bebê e que sou muito mais forte do que imaginava. Mas já estava ficando angustiada por saber que logo precisaria dar umas saídas, ou então trabalhar, e não tinha ninguém de confiança para ficar com Bernardo. Então antes de realmente precisar sair, eu precisava de alguém em que confiasse, por isso contratei logo para termos mais intimidade e confiança. Ela começou quarta-feira, uma graça de menina, mas ainda estou sofrendo por dentro para entender como funcionaremos juntas. Não estou conseguindo delegar nada. Estou um pouco ciumenta, confesso. Será que todas as mamães são assim? Penso que se ela tivesse começado logo que cheguei da maternidade, para me ajudar desde o início, eu não estivesse assim. Mas esse tempo que passamos sozinhos, só eu e ele, nos ligou tanto que agora não sei colocar mais uma pessoa nessa relação (fora o papai, claro hehe). Ou talvez eu esteja sofrendo por antecedência e esse sentimento seja completamente natural no início. Quem sabe? Mas fato é, preciso de alguém e vou precisar aprender a conviver com isso. Mas enquanto eu estiver em casa, quem cuida do meu filho sou eu ahahah. Hashtag Ciumenta!

Esses dias abri meu armário e fiquei praticamente 1 hora para escolher um look. Sinto que as minhas roupas não dizem mais nada sobre mim. Estou em uma crise de identidade. Não quero mais tanto salto. Quero conforto. Mas sou baixinha. Saia curta me deixa com corpo visualmente bom, mas não combina com bebê pequeno. Preciso usar uma terceira peça para deixar o look bacana, mas sinto muito calor. Quero usar relógio, anéis, brinco e colar, mas vou machucar o Bernardo com tantos apetrechos. Cabelo? Rabo de cavalo, mas quero um babyliss. Fico tãããão mais bonita com cabelo cheio…

Quanta besteira, será que vocês também passaram/passam por isso?

Meu Deus, falei demais! Semana que vem conversamos mais. Beijos com carinho e um ótimo final de semana para todas.

Nati, 5 semanas =)

Compartilhe:

100 comentários

Deixe uma resposta

  1. Nati, que linda! Nós mamães somos tão iguais… nada mais importa a não ser nosso bebê! Você tem todas as dúvidas que eu tenho e acho muito normal nosso coração se transformar tanto em tão pouco tempo! Essa crise de identidade também… parece que somos outra pessoa depois do baby, né? Parece que nada mais combina, que as roupas que tínhamos não fazem mais parte de nós… rsrs Sou do seu time e acho que você está se saindo incrivelmente bem! Beijos
    http://www.blogbelasim.blogspot.com.br
    Duda

  2. Oi Nati td bem? Parabens pelo BÊ! Eu ainda nao sou mãe,m estou apenas planejando com o marido ainda. Tenmho lido um site otimo, que se chama “minha mae que disse”. da uma olhada. soa varias blogueiras falando sobre todos os assuntos de maternidade! eh maravilhoso!!! distrai e vemos que cada uma pensa de um jeito! Estudei no Porto como vc, temos algumas amigas em comum… Espero que vc e o Bê tenham muita saúde, com colo, sem colo, com peito, sem peito… tanto faz!!! Fique bem. beijos com carinho

  3. Nati, tenho 26 anos e sou mamãe de 2 princesas, uma de 6 e outra de 4.
    Uma coisa que aprendi nesses 6 anos de experiênciai: Nasce um filho, nasce uma Mãe e nasce a Culpa!
    Eterna culpa, culpa de tudo, de deixar chorar, de dar colo, de mimar, de ser sistemática, de querer um tempinho pra gente, de não ter tempo pros filhos…ahh culpa, sempre ela!
    Mas saber se a gente faz certo ou não?? a gente sempre descobre quando chega em casa e os bbs (eternos bbs) dizem Mamãe “xxe” é linda, te amo! #étudo
    Parabéns Mamãe, bem vinda ao clube!

  4. oi Naty, tão bom seguir os diários! Meu Enzo é uma semana mais velho q o Seu Bê, então venho te acompanhando à um bom tempo e são muitas coisas em comum. Sigo aqui nessa rotina de cólica, esperando os 3 meses passarem e tentando me encontrar novamente como mulher no meio desse turbilhão todo! Um grande abraço

  5. Nati querida meu pequeno está com um ano e meio e passou tão rápido, essa fase em que não sabemos realmente se teremos um dia mais turbulento ou calmo pode parecer por hora cansativo mas quando vc perceber já vão estar em outra fase. A minha AMAMENTAÇÃO tb foi mto mto mto turbulenta chorei mto perdi mto tempo me culpando e fazendo tudo que me mandavam a família e os amigos nessa hora parecem estar contra vc te culpando e sendo inconvenientes o tempo todo eu nunca sofri tanto na minha vida! Amamentar era um fato até me deparar com bebê que ficava por horas sugando e sempre parecendo faminto aquilo me matava por várias razões que vc deve entender quais o pediatra da maternidade olhou para nós dois e me disse vc terá que suplementar nao estará satisfeito com oque vc tem. Nunca me feriram tanto meus sentimentos como algumas pessoas da família e pessoas do banco de leite me dizendo que eu tinha leite e não existe mulher
    Que não tenha…. Mentira mentira mentira durante toda gestação meus seios não tiveram nenhuma alteração
    Era estranho mas m diziam que era normal… Então nem me preocupei … Hoje ele bebê forte e saudável demora mesmo para deixarmos de verdade lá no fundo do nosso coração para você parar de dar bola para oque os outros dizem….mas vc acaba entendendo que ninguém nomminimo sabe melhor do seu próprio corpo e bebê do que vc mesma!!!! E a quanto a fase conforto e roupa de mãe ela dura mto mto mto tempo ahahahahahah sim parece que tudo que curro decotado mto colorido não combina mesmo com vc que nenhum acessório parece seguro e seu cabelo não tem mais vida….. Mas ligo passa oque importa agora tem nome e sobrenome!!!!!! E ciúmes vc aprende a conviver com ele Mas nunca passa de verdade kkkkkkkk boa sorte que as próximas semanas tenham
    Mais novidades! E que a cada vez que vc olhe para ele todo cansaço e culpa vá embora no mesmo segundo!!!

  6. kkkkkkkkkkkkk… sim, passei, e agora que passou acho graça! Mas muito legal perceber que isso tudo é tão normal! Em vários momentos do texto me identifiquei demais com as situações! Minha bebe tb só dormia no colo, e muitos me julgavam e diziam que ela ia acostumar mal etc etc…. mas depois percebi que é um tempo tão curto, e que depois de um ano ela não ia querer mais o meu colinho, que resolvir aproveitar cada ninada sem nenhuma neura, e hoje percebo que foi a melhor coisa que fiz!

  7. Nati do céu!!
    Parece que vc ta contando a minha vida 9 meses atrás!! ahahahhaha
    Muita coisa do que contou aconteceu comigo! Esse negócio de querer conforto, não usar relogios… ahahaha.. Tb passei por isso! Esses dias fui colocar relógio e achei tão estranho, logo eu que amo relógio!
    E sobre colo… só uma diquinha: pegue muuuuito no colo sim! Não pense no depois… vc não vai mimá-lo, e sim passar o calor humano da mãe pra ele e ele vai amar isso! A minha Laura, de 9 meses tem horas que só quer meu colo (tá com mais de 9kg já, ehehhe), e eu dou mesmo… pois logo logo ela não vai querer mais, e aí já foi o tempo… Mas isso não fez com que ela se acostumasse só a dormir assim não… se tiver com sono, dorme em qualquer lugar, de qualquer jeito!
    Ah, quero muito conhecer o Bê antes de vc mudar de apto!
    gde bjo pra vocês

    1. Claro, precisa mesmo!!! ligue aqui em casa ahahah

  8. Nati,

    As cólicas são muito ruins mesmo! Aqui tivemos a sorte de ter por apenas 1 semana. Do jeito que veio, passou! Foi bem pouco, graças a Deus.

    Sabem queria dizer uma coisa…. Eu acho que tem algumas mamães seguidoras que falam em relactação, em X, em Y, e Z por carinho por você e pelo bebê. Não porque acham que você é alienada e desnaturada. Vejo no instagram que a maioria fala com carinho. E para as poucas que julgam, deixa pra lá. Eu sou virginiana e MUITO prática, nunca dei boa para comentários assim. E olha que amamentei pouco tb, tentei de tudo e não deu. Vida que segue. No final, as palpiteiras não foram em casa pra se oferecer pra cuidar dele pra eu dormir, nem me deram um pacote de fraldas…rs

    Até os 3 meses meu filho só dormia se ninado, de dia ou de noite. Até que os braços começaram a doer de tanto peso (ele sempre foi pesado), as costas ficaram um trapo. Teve um salto de crescimento no qual ele acordava 4x por noite…Mamãe zumbi. Aí comecei a acostumar a dormir sem ninar, só com a mão repousada nas costinhas dele, deitado no berço. Deu super certo, eles aceitam rápido quando são menores. Hj, com 15 meses, ele entende que depois do colinho, dormir é no berço. Ele até pede pra ir, se enrola na coberta de estimação e embala! Mais pra frente vc decide sobre isso, ainda está cedo.

    Quanto à babá, acho que se vc pode ter, é uma boa. Faz bem pro bebê essa interação com pessoas diferentes, faz bem pra vc um tempo só seu, faz bem pro casal um tempo junto. Eu sou a favor! A do meu começou quando ele tinha 7 semanas e não me arrependo.

    Vc poderia fazer um post apenas sobre as questões de guarda roupa depois da maternidade? Ate comentei sobre isso num post passado, aqui vestir-me tornou-se um dilema ENORME!!!!!!

    Ah, o blog atualiza de repente, precisei de 6 tentativas pra escrever…

    1. Sim, as pessoas preocupadas e carinhosas, dando dicas é uma coisa… Mas postei a foto do Bernardo de mamadeira e ouvi um: Nossa, mas já na mamadeira? Isso não foi carinhoso, são sobre essas pessoas e sobre essa forma que falar que eu me referi. Vc está certa, tem mto carinho.
      Beijos com mais carinho ehehe
      Nati

    2. Se elas vissem o meu, com 20 dias, tomando leite na “chuquinha”, eu seria apedrejada entao…rs

  9. Olá! Tenho um pequeno príncipe em casa, 3 anos e 4 meses… passei por bastante coisas também… e acredito que meus traumas só servem para mim, sou contra terrorismo com as mamães recentes… a gente precisa ser ouvida e não de mais medos… As receitas para a “perfeição” também existem aos montes… sempre tem alguém para te contar uma história triste ou de uma mãe super bem sucedida que o bebê não acorda a noite, não tem cólica, nem regurgita… ou seja bebê perfeito, como se o seu não fosse, há e isso me irrita: comparação!
    Aprendi que Deus nos dá o dom… o seu coração sempre te guiará no que for melhor para o seu bebê… as dúvidas fazem parte do processo, também recorri aos fóruns do Baby Center e blogs de mães…
    Amo ficar com meu filhote no colinho… carrego mantinha até hoje quando vamos aos lugares a noite e ele dorme cubro e seguro ele no meu colo, já não cobre nem os joelhinhos, mas pra mim é proteção. Fui criticada aos montes por ter ciúmes e cuidados, me falavam olha ele não é de vidro… mas eu nem respondia… no meu coração sabia que eu estava fazendo o meu melhor.
    Sabe, essa questão da roupa também é interessante… mudamos por dentro e também por fora… tem pessoas que falam que é uma mudança de identidade… de valorizar o que é bonito e funcional ao mesmo tempo… o relógio demorei muito tempo para usar… as unhas sempre curtas e clarinhas..rss
    Quanto à amamentação, você está alimentando o seu filho quando você segura ele no colo e dá o alimento que ele precisa… quando você olha nos olhos dele e ele segura seu dedinho… independente se é no peito ou não! Você fez o que pode, agora isso não é da conta de ninguém, se te perguntarem sobre isso novamente responda com um sorriso, sim eu estou alimentando ele, tá gordinho e lindo! Se insistirem, pergunte: porque você quer saber? Só a sua pergunta já vai deixar a pessoa sem graça… Detesto estas intromissões…
    Nossa, escrevi um texto… rsrsrs… Mas de coração… tudo passa, as cólicas, as angustias, e com a babá, a gente sempre tem ciúmes… é de mãe mesmo…rsrsrs… a minha mãe olha meu bebê desde os 4 meses e meio, quando voltei a trabalhar… e até hoje sinto uma pontinha de ciúmes… mas fico feliz por ela cuidar bem dele…
    Um abraço! Fica com Deus!!

    1. adorei, obrigada viu… beijo grande

  10. Que linda, Nati! Até me emociono ao ler esses posts. Pode ter certeza que o Bernardo tem uma excelente mãe!

  11. Nati querida, quanta angústia! Sei bem tudo o que você ta passando, porque vivi muita coisa parecida! Amamentei só um mês, tive um fungo no seio e eu mesma tomei a decisão de parar de amamentar mesmo cheia de leite…a babá que tinha contratado saiu 3 dias antes de eu ter um bebê, fiquei a primeira semana sozinha e operada (sim, eu escolhi fazer cesariana por livre e espontânea vontade)…enfim, me senti julgada, me julguei, me preocupei…hoje minha filha tem 8 anos e por isso me sinto à vontade para dizer uma coisa: relaxe, fique leve, e curta esse momento que passa muito rápido! O futuro e incrontrolavel, vão acontecer vários fatores surpresas, alegres e as vezes tristes, faz parte da nossa vida e a maternidade deixa essas dores e delícias bem latentes! Mas pare de refletir tanto e se permita! Se permita usar seu cabelo preso, menos acessórios e menos salto…pelo menos no seu dia a dia…é natural que seu estilo Mude, afinal vc está mudando a etapa de vida, mas isso acontece de forma natural! Se permita tomar suas decisões porque vc é a mãe do Be, maior de idade, independente…Não permita que as pessoas interfiram ou a julguem, mesmo sendo uma pessoa pública, quem sabe da sua vida e da sua família e você, quem vive a sua vida e você! Se você estiver segura das suas decisões, pouco importa os outros. E toda mãe toma as decisões corretas por puro instinto! Não se questione tanto, viva o momento! O depois vira tranquilamente!!!

  12. Nati, eu acho que sempre temos que seguir o coração e deixar as amarras da sociedade de lado, pois não importa o que você faça, sempre irão te criticar, inclusive pessoas queridas…minha filha tem 3 anos e eu ( por N motivos) a amamento ainda e vivo ouvindo : “Nossa! Ela ainda está no peito?”…ou seja, nunca estão contentes…então, foca na sua felicidade e nem tenta entender esse povo que só sabe criticar, gente assim não é feliz de verdade,pois não sobra tempo para cuidar da própria vida!!!!
    Bjos…

  13. Nossa muito bacana vc compartilhar tudo assim!!!Adorei…msm não sendo mãe já gosto de interagir nesse mundo!!!Parabéns..

  14. Oi Nati, acompanho seu blog há um tempo e me identifico muito com seus medos e anseios. Tenho 31 anos, sou mãe de Felipe, com 3 aninhos, e agora espero Maria Luiza, que deve chegar em maio, se Deus quiser! Brinco que o pior do pós-parto não é a recuperação da cirurgia em si e nem a adaptação do bebê, a nova rotina da casa…enfim, digo que o pior é aprender a lidar com os comentários e pitacos das pessoas que se julgam ( e até são) mais experientes que a gente. Moro no interior do RN com marido e filho, moramos aqui pelo trabalho, e meus pais, sogra e todo o restante da família em Natal. Tive Lipe em Natal e fiquei quase 1 mês depois do parto lá, me recuperando, tendo ajuda de todos, mas lembro que logo logo fiquei doida pra voltar pra casa pra EU CUIDAR dele! Exatamente pq tinha muita gente em cima de mim, me dizendo a toda hora o que fazer! E como eu amo minha família, mas a gente sente falta de estar só nós e o papai, especialmente nos primeiros dias. Tenho certeza que isso foi pelo fato de eu ser mamãe de primeira viagem. Acho que com Malu a coisa será diferente, pelo menos eu espero. Tb tive ciúmes da babá quando voltei a trabalhar, tive uma conversa séria com ela, que ela ia cuidar do meu bem mais precioso e ela dise: vá em paz, seu filho vai estar te esperando. Por isso, minha sugestão é: não dê ouvidos aos comentários alheios. Vc fez, vc pariu e quem mais do que vc quer o melhor pro seu filho? Pense assim e siga a sua vida, sabendo que vc sempre está fazendo o melhor pra ele. Deus te abençoe! Seja feliz!

  15. Naty, as pessoas são sem noção mesmo, dão opiniao sendo que nos mãe não pedimos, é muito complicado. O segredo é vc abstrair, vc escuta, o que servir vc aproveita, o que não servir, jogue fora! Outra coisa que eu aprendi, através de uma amiga que ouvia palpites de todos e ficava cada vez mais confusa, é escolher uma pessoa pra vc ouvir e seguir as dicas! Se não, vc fica louca!
    Minha filha tem 1 ano e eu tbm não tenho baba. No período da minha licença fiquei 24h com ela, qdo voltei a trabalhar foi sofrido, mesmo a deixando com a minha mãe, mas depois desse primeiro Mes de adaptação com a vida de profissional e mãe, percebi que eu estava bem e ela tbm!
    Agora em fevereiro ela vai pra escolinha, outra etapa tbm! Mas sei que será otimo pro desenvolvimento dela.
    Quanto a ter baba, tbm sou ciumenta, sei lá, coisa de mãe leoa, possessiva, tbm acho que não é certo, mas parece que não consigo confiar, mas acho que fiquei assim por ter a minha mãe perto, sempre me ajudando.
    Mas vc que tem seus pais e sogros morando longe, é essencial vc ter alguém de confiança pra vc trabalhar, sair pra namorar, passear tranquilamente.
    Quanto às cólicas, passa! Hehe. Logo vc nem lembrará mais delas, mas que judiam do nosso coração judiam, né?
    E foi fácil achar esse colikids? Tem no Brasil?
    Beijos em vc e no Be.

  16. Nati, cada vez que leio seus diarios me emociono!! Que delicadeza e que coragem em compartilhar conosco suas experiencias, duvidas e anceios!! Parabens!! Você esta MARAVILHOSA como mãe!! Beijos no coraçao

  17. Isso ai Nati! Vida que segue!
    O importante é você se sentir bem e segura!
    Ciúmes me define também comeu baby de 4 meses! As vezes não quero nem que as pessoas olhem… Ou então quando ele dorme eu fico com saudade…. Kkkk mas tudo passa e cada dia é um novo aprendizado!!
    Bjs

  18. Uma vez li que nenhum adulto nunca precisou de terapia por ter recebido colo demais quando bebê…faz sentido! De muito colo mesmo…faça o que seu coração mandar! Ele ta lindo e vc tb! Beijos

    1. faz sentido, adorei. obrigada!

  19. Desencana da amamentação Nati! Não dê importância a esses comentários grosseiros de quem provavelmente não sabe o que é ter filhos! O essencial nesse caso é visível aos olhos: o Bê tem saúde, está engordando e você está ótima como mãe!! Beijão!!

  20. Nati, sou super a favor de ficar com o bebê no colo, rsrs… quando crescer não vai dar mais, então tem que aproveitar bastante agora.

    Depois assiste esse video do Fantástico: https://www.youtube.com/watch?v=OPWFXJAZofM

    Ele fala sobre o choro dos bebês, técnicas para eles ficarem confortáveis e pararem de chorar, mto interessante.

    O Bê é um lindo! Não me canso de olhar as fotos dele, e você está maravilhosa, nem parece que teve bebê.

    Bjos

    Que Deus abençoe seu filho!

  21. Que lindo, Nati :)

  22. Eh assim mesmo. N se preocupe. E passa!!!!!

  23. Olha, vou confessar que de todos os diários feitos até agora (na categoria gravidez/bebê) esse foi o que mais gostei de ler.
    Fico imensamente feliz de saber que você está se aceitando como mãe, reconhecendo limitações (somos todas humanas) e curtindo seu baby. Como pessoa pública, é difícil barrar os comentários (sejam eles bem intencionados ou não) e a curiosidade a respeito da sua nova rotina/identidade. Não se aborreça. Saiba que a energia boa e os votos de amor, paz e felicidade são muito mais numerosos que os inconvenientes.

    Um beijo grande!

  24. Nathy, tenho 24 anos, em inicio de carreira e longe de pensar em ser mãe, mas a cada relato seu fico fascinada com essa sua nova fase, com a forma leve que vc tem levado suas duvidas, erros e acertos. Parabéns por estar desempenhando tão bem um dos papeis mais difícil da vida real.

  25. Nati, que relato mais lindo!!!! Não se culpe com essas coisas. Vc com certeza está fazendo o seu melhor e ninguém pensa mais na saúde e desenvolvimento do bebê do que os pais não eh mesmo??
    não deixei que essas pessoas te desanimem. Simplesmente ignore. Quando se trata de maternidade todo mundo acha que deve opinar mas é como vc falou, cadê o respeito???

    Bjs, e boa sorte pra vcs 😉

  26. nati, lendo seu post, me lembrou de 02 textos de um blog que eu gosto muito: http://lugardemulher.com.br/prazer-sou-uma-mae-egoista/ e http://lugardemulher.com.br/pelo-direito-de-nao-conseguir-amamentar/ , em que a autora fala exatamente sobre o drama de não conseguir amamentar e as pessoas ainda a ficarem julgando por isso, como se ela fosse uma mãe ruim. resolvi te indicar, porque é sempre bom saber que tem milhares de outras pessoas na mesma situação e que a culpa não é da mãe.

    um beijão. tudo de bom para você e para o bê :*

  27. Oi Nati, tudo bem ?
    Não se preocupe, ciúmes do filhote é super normal.
    E, quanto ao estilo “mãe” de vestir-se, não se preocupe também.
    Você está super bem, podendo usar o que quiser, mas é o quesito “conforto” pra cuidar do Bê que incomoda, né ?
    Enquanto ele for um bebê, ão tem problema. Mas quando crescem : ai ai ai … quantas vezes, eu estava de vestido e ia pegar meu filho no colo e a barra do vestido subia junto com ele. Sempre tem alguém pra avisar, mas eu ficava super sem-graça. A gente tem tomar certos cuidados, mas sem neura, viu ?!? Você está se saindo super bem !!!
    Bjs
    Shirley
    Curitiba – PR

  28. Natiiiiiiiiii… faz diário pra sempre? Até o Bê completar pelo menos 5 anos? hehehehheh adoro ler e fico triste quando acaba :(

  29. hahaha adoro os seus posts sobre o Be. Sou mae e é desse jeito mesmo, mas tudo passa e o amor por nossos filhos só aumenta.Beijos. Michela

  30. Suas dúvidas e angústias são lindas, Nati! Isso só mostra o quão humana e sensível vc é! Mas não se culpe. Infelizmente a gravidez não vem com um manual de instruções. Mas felizmente, nós mulheres fomos feitas para gerar vidas. Tenho certeza que vc será a melhor mãe que o Bê poderia ter e vc também pode ter essa certeza por um simples e importantíssimo motivo: vc o ama! E esse amor vai fazer com que queira sempre o melhor pra esse serzinho lindo que vc gerou. Vc e o Bê vão crescer e amadurecer juntos nessa vida de mãe e filho! E fique tranquila q tudo se ajeita. Fiquem com Deus.

  31. Porque toda vez que eu vou escrever um comentário eu perco tudo? O site atualiza e apaga!! Que triste, nunca consigo lhe escrever direito! Qualquer dia te encontro no Galeria e a gente conversa! 😉 Fique com Deus, beijos…

  32. Você e muito autêntica!! Coloca no diário tudo que acontece, demais!!! Parabéns, vc está linda, com um corpão, seu bebê e fofo e não vejo a hora de vc fazer um post só bre cabelos, está liiiindo também. Beijos e tudo de bom!!!

  33. Por Daniela Ferreira Conte

    Nati parabens por tudo!!! Simplesmente por tudo!!! Siga sempre seu coracao e os conselhos de sua familia, sao os mais importantes, pessoas que querem o seu bem!!! Perfeicao somente com Deus!!! Voce eh guereira!!! Deus te abencoe. Bjs Danny Conte.

  34. kkk, só uma coisinha a dizer: Tudo perfeitamente normal!
    É assim mesmo que nos sentimos, vai demorar a ser você mesma.
    Durante um bom tempo somos somente mães!
    Quanto aos palpites se acostume, depois do leite serão outras razões, o outro sempre entende mais que você…..parei de ligar. hihih
    Sigo meus instintos.
    Abraço.

  35. Nat,
    sigo seu blog há 3 anos e nesse tempo sinto que já passamos por tantas coisas juntas, agradeço de montão alguns conselhos dados e divididos, afinal aprendi muito com você, agora mesmo, nos seus diários cada emoção ou acontecimento vou aprendendo algumas coisas, assim como uma amiga que compartilha informações importantes a qual todas deveriam saber para não sofrer igual, o dito aprendizado que passa de mãe para filha, de irmã mais velha para mais nova, de amiga para amiga, e são todos de grande utilidade.
    Não se importe o que certas pessoas falam, o ser humano é instintivamente invejoso e alguns não sabem lidar com esse sentimento, e quando veem, falaram sem nem perceber.
    Estou lendo um livro e estou adorando “Crianças francesas não fazem manha”, estou amando, só não sei se vou conseguir colocar em prática com tanta emoção pairando, estou de 3 meses de gravidez, o vinculo com o bb ainda não é tão grande, mas acredito que isso vai mudando ao longo do tempo, certo?
    Muito carinho e coisas boas para vocês.
    Ju

  36. … Continuando… Com meu corpo! Tudo passa e melhora a cada dia, fique calma. Há e se não te falaram, vou te contar, amamentar é maravilhoso, mas é a coisa mais difícil que existe! Bjus

  37. Os, meu com. Travou e não sei se recebeu a primeira parte do email, senão me avise, que do… Escrevi de coração…

  38. Jesus, onde foi que as pessoas perderam a noção de educação e respeito ao espaço do outro?
    Provavelmente a partir do momento em que vc começou a se expor tanto.
    Vc eh uma blogueira de moda, pq expor tanto sua vida pessoal? Se vc escreve o que quer, obviamente as pessoas vao comentar oque querem, e obviamente serao comentarios sem noçao, pq as pessoas sao assim na vida real e muito mais na internet.
    Experimente nao se expor tanto, nem a seu filho. Se vc precisa desabafar, converse com seus amigos, familiares. Se vc realmente precisa escrever para se sentir melhor, arrume um diario e guarde so pra vc.
    Tenho certeza que vc nao tera tanto aborrecimento.

    1. Bom, eu tenho esse blog há 6 anos.
      Criei vínculo com minhas leitoras, da qual me mandaram muitas energias positivas durante a gravidez e depois dela. Eu não me exponho, eu compartilho. É imensamente diferente.
      Veja quantos comentários recebo de pessoas agradecendo, pois vivemos em um mundo de ilusão, de perfeição, onde as pessoas fingem ser o que não são, e essa “exposição” da qual você se refere, nada mais é do que uma parte real desse mundo. Aflições verdadeiras, onde ajudo outras pessoas a verem que elas não estão sozinhas.
      Os pequenos aborrecimentos que eu passo, são imensamente pequenos perto da alegria e amor que as leitoras me passam. Só menciono eles, pois sou 100% real aqui, falo de coisas boas e coisas ruins. Se não mencionasse essa pequena parte, estaria tendo uma vida fake, da qual não acredito.

  39. Nati te amando mais ao acompanhar essa sua nova fase kkk… sério msm. Confie no seu instinto, muitas vezes o que funciona para alguns não funciona pra vc.
    Crise de identidade, eu sabia que isso aconteceria kkkkkk, mas na real vc se encontrará, e ambos ficarão bem, vc como uma mulher mãezona e estilosa ehhehehe..
    Ficando aqui na torcida pela nova babá, espero em Deus que dê tudo certo, pra você seguir em frente na área profissional.
    Bjcas mil lindona.

  40. Olá, Nati.
    Mais um diário maravilhoso. Obrigada por partilhares momentos tão pessoais.
    Li este texo e lembrei-me de ti. Vale a pena ler.

    http://lifestyle.sapo.pt/familia/pais-e-filhos/artigos/e-preciso-libertar-as-maes?artigo-completo=sim

    Beijinhos e bom fim de semana.

    Lara-Portugal.

    1. Com uma grande alegria em meu coração, eu quero
      testificam de que o Dr. Adolo Ebibi tem feito na minha vida e maridos vida, ele tem transformar nossas tristezas em alegria, e fazer aqueles que nos monge para se alegrar com a gente. eu casei meu marido por sete anos sem qualquer criança. meu marido às vezes queria me afastou para outras mulheres. Não até que eu encontrei um testemunho de alguém a respeito Dr Adolo como ele ajudá-la antes, eu contactado-lo agora como eu estou falando com você agora sou uma mãe de um menino e uma menina e eles são gêmeos. eu quero que você me ajude a agradecer ao Dr. Adolo para o que ele tem feito na minha vida, se você quer a sua ajuda você pode contatá-lo através deste email: [email protected]

  41. Nati, que gracinha essa sua partilha! Apesar da correria que é filho pequeno, ainda arranja um tempo pro blog. Muita saúde pro Bê e pra você querida, um beijo.

  42. Nati, ja tentei escrever 3 comentarios mas o site quando atualiza apaga.. tinha deixado uma mensagem super sincera e carinhosa mas apagou. Vou tenatr ser breve antes q aconteça de novo. Saiba que todas passamos por isso, em momentos e idades diferentes e por isso temos que saber que somos humanos e nao super herois! Se respeite, se entenda, se auto conheca.. talvez agora seja uma boa hora pra se guardar um pouquinho e se desligar.. deixar o coracao falar!! e saiba, isso passa!!! e vc so vai amadurecer mais ainda!
    Bjos mil com mt amor por esse baby lindo!

  43. Oi, Nati!! O Bê é muito lindo!!! Parabéns!!! E só pela sua dedicação já sabemos que será uma ótima mãe!!!! Quero te contar uma história…. Meu pai me conta que quando eu era bebê tinha muitas cólicas e chorava tanto que chegava a ficar com a testa suada…. Aí ele lembrou de algo que aprendeu com meu avô… Me deixava só de fraldinha, tirava a camisa, me colocava deitada com a barriga na barriga dele é um cobertor por cima…. O calor dele aquecia minha barriga, passava a cólica e eu dormia como um anjo!!! Ele que ficava sem dormir pra não me deixar cair!!!! Kkkkkk!!!! Mas, amor de pai e mãe é isso mesmo!!! Quem sabe vcs tentam isso tbm!!!! No mínimo o seu marido vai curtir dar um colinho pra ele!!! Beijos

  44. Nati, boa noite. Moro na mesma regiao que vc e tive meu bebe à um mês. Vou contratar uma babá, mas não sei onde procurar. Como vc fez? Obrigada.

    1. agencia “trilhando vidas”

  45. Oi Nati, assisti a esse vídeo da Flávia Calina e lembrei de vc, pois fala sobre mimar o bebê…o vídeo começa com um vlog, mas lá pelo 7 min ela explica sobre esse assunto, dizendo que NÃO TEM COMO a gente mimar um bebê. Então continue pegando muti o seu Bê no colo e curtindo ao máximo! Um beijo grande
    https://www.youtube.com/watch?v=rval7sA7NhA

  46. Oie, realmente montar um look após o baby, contanto com o que usavamos antes da gravidez é difícil. Eu me adptei assim, salto: anabela média, saia sino nem curta nem no joelho, cabelo meio preso (parte da franja) e pouco porem lindos acessorios, de preferencia um belo brinco, uma gargantilha e um anel! Beijooo

  47. Querida, você está fazendo tudo certinho! Não cobre-se tanto! Curta cada momento, cada choro, cada acalanto.
    Dê muito colo sim. Colo é amor e não “estraga” bebê algum. Ele ainda acha e sente que vocês são um só. Os bebês não sabem que nasceram! Verdade! E até alguns meses eles se reconhecem na mãe. Você só está amando. Faça o seu coração e o do Bê baterem juntos. Não se preocupe com a amamentação por mamadeira. Muitas vezes eu estava cansada demais e meu marido preparava uma mamadeira. Eu me despia, apoiava meus filhos no meu colo nu, amamentava com o seio e complementava com mamadeira. O importante era o contato da pele com pele. Meus filhos são maravilhosos. Crianças de uma índole impecável porque sempre fiz com eles o que EU quis e determinei porque só EU sabia e sentia o que era melhor para eles. Quando meu mais velho teve pneumonia aos 4 meses fiquei 15 dias diretos, diretos mesmo sem deixar ele sair do meu colo. Eu ia duas vezes por ia ao Vera Cruz (Hospital top de Campinas) para ele ser medicado e levava ele para casa. Não deixei ele internado porque eu sabia que ninguém jamais cuidaria dele como eu. Ninguém colocou as mãos nele. Hoje ele é um rapazinho de 14 anos muito saudável que me ama, me respeita e agradece por tudo que faço por ele. Amor, carinho, colo e atenção nunca são em excesso. Saber educar respeitando limites faz um bom caráter. Colo traz conforto, segurança e cumplicidade.
    Não valorize comentários ruins. Você está linda. Não se preocupe com a beleza perfeita agora. Ela virá com o tempo e virá aperfeiçoada. Deus os abençoe e sejam plenos. Beijos com carinho.

  48. Só para completar. Fiz opção por parto cesárea com muita convicção da minha escolha. Hoje tenho a cicatriz dos dois partos. Meus meninos adoravam ver por onde eles saíram da barriga da mamãe. Eu mostrava a cicatriz e eles me valorizavam! Imagina se eu tivesse que mostrar o local do parto normal?!!!! Acho que eles não curtiriam tanto. Rsrs!

    1. Querida, você está fazendo tudo certinho! Não cobre-se tanto! Curta cada momento, cada choro, cada acalanto.
      Dê muito colo sim. Colo é amor e não “estraga” bebê algum. Ele ainda acha e sente que vocês são um só. Os bebês não sabem que nasceram! Verdade! E até alguns meses eles se reconhecem na mãe. Você só está amando. Faça o seu coração e o do Bê baterem juntos. Não se preocupe com a amamentação por mamadeira. Muitas vezes eu estava cansada demais e meu marido preparava uma mamadeira. Eu me despia, apoiava meus filhos no meu colo nu, amamentava com o seio e complementava com mamadeira. O importante era o contato da pele com pele. Meus filhos são maravilhosos. Crianças de uma índole impecável porque sempre fiz com eles o que EU quis e determinei porque só EU sabia e sentia o que era melhor para eles. Quando meu mais velho teve pneumonia aos 4 meses fiquei 15 dias diretos, diretos mesmo sem deixar ele sair do meu colo. Eu ia duas vezes por ia ao Vera Cruz (Hospital top de Campinas) para ele ser medicado e levava ele para casa. Não deixei ele internado porque eu sabia que ninguém jamais cuidaria dele como eu. Ninguém colocou as mãos nele. Hoje ele é um rapazinho de 14 anos muito saudável que me ama, me respeita e agradece por tudo que faço por ele. Amor, carinho, colo e atenção nunca são em excesso. Saber educar respeitando limites faz um bom caráter. Colo traz conforto, segurança e cumplicidade.
      Não valorize comentários ruins. Você está linda. Não se preocupe com a beleza perfeita agora. Ela virá com o tempo e virá aperfeiçoada. Deus os abençoe e sejam plenos. Beijos com carinho.

  49. Sabe de uma coisa te admiro! que coragem colocar o que realmente sente! Descreveu perfeitamente várias angústias…. Escreva sempre, não tem ideia do bem que faz para muitas pessoas!

  50. Nossa passei pela mesma situação q vc e me perguntam até hj sobre a amamentação (Arthur está com quase 5 meses) …enfim agora nem ligo …mas já chorei muito!!!! e qto a todo o resto q vc comentou parece q passei por tudo igual…é inacreditável….parece q foi eu q escrevi esse diário…estou amando o blog e o diário…queria escrever mais …mas essa vida de mãe……. e agora trabalhando é muito corrida ….bjs

  51. Oi Nati !
    Não esquenta com esse lance de amamentação :
    CADA UM É CADA UM, e ponto final.
    A curiosidade ultrapassa a linha do bom senso e da boa educação.
    O importante é que você é uma mãe dedicada e super amorosa,
    e ele está sentindo isso, pode ter certeza, viu ?!?
    Bjs, boa semana !!!

  52. Hahaha! Li todo seu diário e o final me identifiquei tanto mas tanto. Realmente, quando ganhei meu filho senti a mesma coisa: Minhas roupas não eram mais pra mim. Umas eram muito menininha, outras não combinavam com um bebê no colo…. e por um bom tempo fiquei sem usar nada porque tudo poderia machucar o JG….! Igualzinha!!!
    Nem acredito que agora que estava voltando aos meus saltos, bolsas pequenas…. vou voltar tudo novamente com a pequena Amanda que chega em Junho. MAs é tão gostoso ser mamãe que nem estou me questionando mais quanto a isso|!!!
    Amo seus diários… continueeeeee ?

  53. Nat, apesar de não ser mamãe (ainda) hahaha adoro ler os seus diários de uma mamãe! Me divirto muito e acho mágico como esse mundo funciona.

    Beijo!

  54. Nati querida, também sou mamãe de primeira viagem..meu pequeno está com 08 meses..amamentei até 06 meses e meio…mas no início foi tãããããão difícil que pensei em desistir mil vezes…o peito rachou, Matheus não sabia mamar direito, não encontrávamos a pega correta..amamentei sentindo dor até ele ter 02 meses e meio..e nessas minhas “quase desistências”, ouvi de várias pessoas que eu TINHA que amamentar, que EU NÃO PODIA DESISTIR, que EU TINHA QUE SUPORTAR A DOR pela saúde do meu filho…enfim, todas essas besteiras que você deve estar escutando aos montes..só segui com a amamentação porque quando estava prestes a desistir (de verdade), de um dia para o outro, tudo melhorou…e disso tudo tirei uma lição muito importante…para o bebê estar bem é preciso que a mãe fique bem..e nesse universo da maternidade, não existem julgamentos..umas mulheres conseguem amamentar de forma tranquila e não fazem ideia do que estamos falando..outras, sequer já viveram essa experiência e repetem como papagaios essa máxima da importância do aleitamento materno..ok, sem dúvida é importante mesmo, importantíssimo..mas há casos em que não é possível amamentar, ou até mesmo casos em que a mãe não sente vontade de amamentar..e até nesses casos acho que a mãe deve ser respeitada…com o nascimento de um bebê nós somos atingidas por um turbilhão de emoções e hormônios desgovernados e é preciso sempre lembrar que a mamãe continua sendo uma pessoa, com vontades e sentimentos…li uma vez que mais vale uma mamadeira dada com carinho do que um seio dado de forma displicente…sei que no seu caso o leite secou..como de tantas outras mamães…ora bolas, o que há de tão estarrecedor nisso? Fato comum…não se martirize nem deixe que comentários maldosos assombrem esse momento maravilhoso que você está vivendo…seu filho vai crescer lindo e saudável assim como aquele da vizinha que mamou até os dois anos…certas situações só são compreendidas por quem já passou pelo mesmo perrengue..antes de ser mãe eu julgava várias situações da maternidade..hj em dia eu não abro a boca para falar nada de ninguém…e nunca digo “dessa água não beberei” porque a gente não sabe o dia de amanhã..na maternidade tudo é uma caixinha de surpresas…fiquei com vontade de te dar essa força..para você saber que, para além de comentários estúpidos e ignorantes, existem várias mamães que te entendem perfeitamente e te apoiam, ainda que em pensamento..rsrsrsrsr
    Fique bem, você e seu príncipe, porque o que importa , de verdade, é que ele está aí coladinho em você, crescendo e se desenvolvendo, ganhando peso e que, com ou sem leite materno, certamente ele vai ser uma criança saudável e feliz porque será criado por pais amorosos e dedicados..
    um beijo, com carinho

    1. Que linda, muito obrigada viu. mesmo! mil beijos pra vc e pro Matheus

  55. Não se julgue por não ter conseguido amamentar. Passei por isso mesmo, parece que me vejo nos seus relatos. Desde o primeiro dia, ainda na maternidade, que tive que dar complemento ao meu filho e assim continuei, seguindo todos os conselhos, formulas mágicas para ter leite, remédios, mas tudo foi em vão e só consegui amamentar até os dois meses. Mas nem por isso meu filho é saudável, cresceu além das medidas padrões para a idade e está contando a história cheia de saúde. O pior disso tudo é aguentar a sociedade que cobra da mulher como se fosse preguiça nossa ou desleixo em não querer amamentar. Adoro seu diário! Parabéns pelo princícpe!

    1. Con una gran alegría en mi corazón, te quiero
      dar testimonio de lo que el Dr. Adolo Ebibi ha hecho en mi vida y maridos vida, tiene a su vez nuestros dolores a la alegría, y hacer los que nos monje para regocijarse con nosotros. Me casé con mi marido durante 7 años sin ningún hijo. mi marido a veces me querían alejó para otras mujeres. No hasta que me encontré con un testimonio de alguien en relación con el Dr. Adolo cómo él la ayudara antes, me puse en contacto él ahora que estoy hablando contigo ahora soy una madre de un niño y una niña y ellos son gemelos. quiero que me ayudes gracias Dr Adolo por lo que ha hecho en mi vida, si quiere su ayuda puedo contactar con él a través de este correo electrónico: [email protected]

  56. Nossa, passo horas lendo os comentários do Baby Center ahahahaha, é uma enciclopédia materna virtual.
    Meu Bernardo chegará no início de março, espero ser boa mãe assim como você.
    Abç!

  57. Achei o texto sobre a polêmica do colo, e tantas outras polêmicas desnecessáras! Caso queira ler, É uma entrevista:
    http://mulher.uol.com.br/gravidez-e-filhos/noticias/redacao/2014/11/09/nao-ha-adulto-na-prisao-porque-os-pais-deram-afeto-demais-diz-pediatra.htm

  58. Sou uma grávida de primeira viagem e me desesperei quando descobri que são gêmeos. Seus diários me acalmam e me mostram que eu também vou ‘virar’ mãe e dar conta do recado hehe. É muito bonito ver esse sentimento que o Bêzinho aflorou em você. Parabéns :)

  59. Qual fórmula vc esta dando? Eu dou NAN HA. No começo ele ficou com muitos gases também. Depois melhorou

  60. Eh assim mesmo…. Vc está corretíssima pois vai aguentar o colo até com muito peso…. Nossos bebês são o melhor de nós! Parabéns!

  61. Nati
    Já viu esse vídeo sobre mães que criticam outras mães?
    http://tudosobreminhamae.com/blog/2015/1/23/um-vdeo-sobre-julgar-outras-mes
    Beijos

  62. Ainnn to me vendo!
    Primeiro parabens pelo principe!
    To me vendo nas suas palavras! Minha filha tem baba desde a maternidade mas assim que voltei a trabalhar e ela passou a conviver mais com a baba eu morri de ciumes! Ela se jogava dos meus bracos pro da baba! Isso pq quando eu estava em casa fazia tudo! Trocava, dava banho, colocava pra dormir, brinacava… hashtag ciumes absurdo
    Mas passou! Mes passado passamos um mes em Orlando-Fl sem baba e senti que nos aproximou demais!

  63. Claro que a baba teria ajudado absurdo mas nao deu certo pelo tempo de carteira assinada e nao consegui levar a baba. Arrumei ate uma pessoa la que alguns dias foi e passou algumas horas comigo de manha pra me ajudar a me organizar e algumas noites para que pudesse sair pra jantar ou fazer compras mas foi otimo! Ficamos mais grudadinhas e eu so agora percebo o quanto foi bom! As vezes precisamos de um tempo sem baba! Mas elas ajudam demais!

  64. Quanto as roupas…
    Bem vinda ao mundo das maes! Saias, decotes, biquinis pequenos, tudo fica gerando aquela duvida na nossa cabecinha!
    Beijos em vc e no pequeno!

  65. Nati, estou acompanhando seus postos e comentando sempre, mas do nada no meio da digitação some td!!!

  66. Nati, sofro com os comentários envolvendo amamentação!! Isso q estou amamentando exclusivo e meu Bernardo está com 5 meses! Sempre dizem que eu deveria introduzir frutas e papinhas…. Por isso relaxa, ninguém melhor do que vc para saber mosquete melhor para o seu bebê!! Bjo

  67. Qto as cólicas eleas vão passar como mágica apos o terceiro mês!! Eu tomava chá de erva doce para acalmá-lo e sentia que era bom para mim e para ele!! Bjo

  68. Passando para colocar minha leitura do glam em dia não pude deixar de comentar esse post. Nati, seus questionamentos são válidos e muito nobres! Não se culpe por nada, mãe é mãe, sabe o que é melhor para seu filho! Deus nos fez assim, guerreiras e verdadeiras leoas quando se trata de filhos neh? Quanto ao rumo do blog, não se preocupe, eu não largo o glam mesmo que vc venha com duas peças, sem anéis ou apetrechos, com o cabelo preso e rasteira! Admiro seu trabalho, sua garra e te considero uma amiga virtual ahuahuahu! Já te disse, mas repito minha vida anda como a sua com alguns passos atrás. Acho ótimo pq vou guardando todas as dicas para qdo chegar minha vez! Vc casou antes, teve filho antes… e as dicas vão ficando guardadinhas! Sua fofa, continue assim, brilhante como só vc sabe ser! bjooo

    1. Fofa, vc sempre tão querida… tks linda =)

  69. Oi Nati. Tenho um bebê de um ano. Sempre dei muito colo para ele. Eu sempre perguntava a mim mesma: “Qual o melhor lugar do mundo para ele? no meu colo!! Onde ele se sente 100% seguro, protegido e acalentado!” Não dê ouvidos a esses métodos que as mães deixam seus bebês chorando até cansarem e dormirem sozinhos novamente, eles não entendem nada, a partir do momento que eles nos “chamam” e não são atendidos, sua primeira percepção é que ele está abandonado! Dê muito colo! Cansa, mas essa fase passa, logo eles crescem, engatinham, caminham, e nem querem mais saber dos nossos colos heheh bjo!!

    1. Com certeza, pode deixar!!!!

  70. Nati! Parabens pelos seus diarios… faz a maternidade parecer muito real!
    Adoro voce e seus posts!

  71. Querida Nati,
    Há anos acompanho blogs de moda, cultura e lazer em busca de informações e entretenimento. Quando me descobri grávida, meu foco mudou consideravelmente, e os blogs maternos passaram a ser minha
    leitura prioritária. Acredito que toda e qualquer informação boa, relevante e saudável deve ser compartilhada. Te indico o texto mais lindo que li ao longo dessa minha jornada materna.
    http://www.vidamaterna.com/voce-mesma-outra-vez/
    Grande beijo, de uma mãe de gêmeos que viveu e vive tudo isso duplamente!

  72. […] dias e dias sem a maldita, e quando ela resolve aparecer é bem fraquinha. Não sei se foi aquele ColiKids, mas é muita coincidência se não […]

  73. Adorei seu diário,, as vezes vejo minha historia na sua. Tentei com todas as minhas forçaa amamentar, não consegui. Chorei horrores e so agora depoi de 1 mes e duas semanas q julio nasceu é q a culpa vem melhorando. Tbém acho q familiares e amigos, conhecidos ao invés de ajudar so piora a situação. Chegou aqui em casa uma pessoa p me ajudar com julio. Como é difícil ter segurança e paciência, primeiro precisar ensinar tudo do jeito q vc faz e quando vc ver a pessoa fazendo um pouco diferentr eu ja viro logo um leoa, com muita educação é claro. Se eu pudesse faria um clone e me contrataria como babá… Kkkkk. Tbem sou adepta o colo estou lendo um livro super interessante e q me ajudou a criar uma rotina para julio e me desencanou e me explicou melhor sobre o leite artificial. O nome do livro é a encantadora de bebês. Recomendo e muito. Em relação a amamentação, contratei especialista, p ver bico do peito, pega do bebê e nada adiantou meu leite so desceu depois de seis dias, meu peito ja estava todo inflamado e ferido, julio so queria um seio o outro ele nao pegava de jeito nenhum. Minha mãe e as mulheres da minha familia me apoiarem e ficaram dizendo q se eu nao conseguisse o mundo nao iria acabar e julio continuaria saudável. A maior cobrança vendo de nós com uma pitada dos comentários de conhecidos q toca na ferida.

  74. Com uma grande alegria em meu coração, eu quero
    testificam de que o Dr. Adolo Ebibi tem feito na minha vida e maridos vida, ele tem transformar nossas tristezas em alegria, e fazer aqueles que nos monge para se alegrar com a gente. eu casei meu marido por sete anos sem qualquer criança. meu marido às vezes queria me afastou para outras mulheres. Não até que eu encontrei um testemunho de alguém a respeito Dr Adolo como ele ajudá-la antes, eu contactado-lo agora como eu estou falando com você agora sou uma mãe de um menino e uma menina e eles são gêmeos. eu quero que você me ajude a agradecer ao Dr. Adolo para o que ele tem feito na minha vida, se você quer a sua ajuda você pode contatá-lo através deste email: [email protected]

  75. Con una gran alegría en mi corazón, te quiero
    dar testimonio de lo que el Dr. Adolo Ebibi ha hecho en mi vida y maridos vida, tiene a su vez nuestros dolores a la alegría, y hacer los que nos monje para regocijarse con nosotros. Me casé con mi marido durante 7 años sin ningún hijo. mi marido a veces me querían alejó para otras mujeres. No hasta que me encontré con un testimonio de alguien en relación con el Dr. Adolo cómo él la ayudara antes, me puse en contacto él ahora que estoy hablando contigo ahora soy una madre de un niño y una niña y ellos son gemelos. quiero que me ayudes gracias Dr Adolo por lo que ha hecho en mi vida, si quiere su ayuda puedo contactar con él a través de este correo electrónico: [email protected]

  76. Olha minha bebê vai fazer 2 meses a noite dorme bem mas de dia só dorme bem se for no colo não sei o q acontece mas para falar a verdade nem ligo pois vai ser a última tenho mas 2 meninos e agora minha riqueza Ana Bárbara sofri muito primeiro o peito ficou em calamidade dos outros chegaram a rachar mas dessa vez meu pai ficou muito feio uma dor terrível e leite muito pouco agora pensa como sofri por 2 motivos não tinha quase leite e essa rachadura aí todos me julgavam por esta dando mamadeira no 3 dia de vida da minha filha e eu chorava horrores até tirei foto onde eu ia mostrava p q as pessoas calassem a boca sendo q amamentei os outros 2 até 1 ano mas agora graças a Deus está vindo até um pouco a mais de leite mas agora sei o q as mães que querem amamentar e não conseguem passam nossa.. Não acha um p ajudar..

  77. Nossa! Parece que era sobre mim, minha vida de mãe, meus sentimentos e emoções, e sobre o comportamento da minha filha, enquanto lia seu texto! Realmente impressionante! Adorei como colocou cada sentimento acerca dessa experiência do primeiro mês junto a um recém nascido. São tantas as emoções, nossas e deles, que é mesmo difícil se encontrar. Também fico buscando uma identidade para mim, como se quem eu era precisasse de uma remodelagem… Roupas, calçados, cabelos, tudo nos faz refletir. Com o bebê, então, nem se fala… Cocô, xixi, pum, tudo passa a ser tão importante que nem me lembro se algum dia já senti nojo ou qualquer outra coisa negativa com relação a isso. E o sentimento de culpa por perceber que minha Isadora também já sabe que meu colo ou o do pai são os melhores lugares para se estar? Me sinto um seio, repleto de leite, ambulante. Pois parece que é isso que ela vê, quando me olha. Faço certo… ? Estou errada…? São perguntas frequentes nos meus dias. Dias completamente imprevisíveis, como tão bem você colocou. Às vezes, fico frustrada por não conseguir sequer tomar banho sossegada, mas sei que é uma fase de adaptação e que logo teremos nossa rotina. Mas é difícil! Também vou precisar de uma babá e fico preocupada em saber se vou conseguir delegar já que só eu sei o que ela gosta e quer; o que cada chorinho significa, o que cada expressão quer dizer, pois estamos só nós duas (e o pai, às vezes) há um longo mês. Realmente, um turbilhão de sensações… Parabéns por retratar tão claramente a rotina de uma mãe e tudo o mais que gira em torno dessa experiência. Adorei! Um abraço, Janara

  78. Nati estou adorando ler esse diário. Vim procurar a semana que estou passando e é tudo exatamente como você escreveu! Fiquei aliviada de saber que essa fase é igual pra todo mundo e que passa! Continua escrevendo!! Beijos

  79. Minha bebê tem 6 semanas, e estou me sentindo péssima! Estou exausta e não quero encarar que posso estar com depressão pôs parto. Ela chora o tempo todo quando está acordada. Faço tudo que posso até perceber que estou muito irritada, dai respiro fundo e continuo. Me culpo o tempo todo por não conseguir ajudá-la. Fico me perguntando, todos os RN são assim? Inquietos? Chorões? Ou será que meu leite não é suficiente?

  80. Boa noite envontrei seu blog por acaso qdo estava pesquisando sobre remedio p colicas. ME identifiwuei mto c vc pq meu filho tem o mesmo tempo q o sei o mesmo pedo e sinplesmente n pegou o peito. E so eu sei o tanto de julgamento q tive