DIÁRIO DE UMA MAMÃE: BERNARDO VAI FAZER 1 ANO

8 de dezembro de 2015

Vou começar com a frase mais clichê da história: MEU DEUS, COMO O TEMPO VOA!

POST---11-meses

Bernardo vai fazer 1 ano em alguns dias e eu decidi comemorar com uma festinha. Sim! Quem se lembra da minha dúvida, se faria ou não festinha? Pois bem, decidi que devo comemorar seu primeiro aniversário, e agora tenho certeza que não irei me arrepender. Eu tinha muitas dúvidas, sobre horário, se ele iria aproveitar, se o investimento valeria a pena, quem eu deveria chamar, até sobre o tema eu indagava comigo mesma. Ele faz aniversário 2 dias antes do natal, e apesar de ser uma data meio complicada, as pessoas normalmente ainda não foram viajar. Eu nunca fui muito fã de buffet infantil, sempre achei muito impessoal, sabem? Sempre preferi dar festas em casa, ou em espaços mais abertos e acolhedores, confesso (quem me segue há mais tempo sabe disso, certo?). Mas há algum tempo conheci um buffet novinho, que fica praticamente na rua de casa, todo aberto, com árvores, brinquedos de madeira, uma coisa bem lúdica, sabem? Conheci de forma bem despretensiosa, procurando locações para fotografar para o blog heheeh. Entrei, fotografei, acabei conhecendo e me apaixonando por lá. Pensei que se fosse fazer uma festa para o Bê, seria lá. Pensei mil vezes se faria em Campinas, na casa do meu pai, como sempre faço todas as festas. Mas dessa vez pensei nos meus amigos de SP. Pensei que minha família viria para cá de qualquer forma, porém que eu queria aproveitar essa celebração para apresentar o Bernardo a amigos e colegas queridos que ainda não tiveram a oportunidade de conhecê-lo. A vida é muito louca e corrida aqui em São Paulo, e o ano passou muito rápido, meu Deus! Muitas pessoas que eu tenho no coração ainda não o conhecem… Então decidi que seria a oportunidade perfeita para isso.

Depois de decidir local (Será no Praça Pitangueira @PracaPitangueira), comecei a pesquisar sobre decoração e tema. Confesso que fiquei um tempão pensando nisso, pois não queria uma festa pra mim, queria pra ele. Porém, ele é pequeno, e poucas imagens são de fácil associação. Então decidi um tema que ele ama, é alucinado e fiz um mix com outro tema. Ai que suspense, né? Não quero contar agora, pois amo surpresas ahahaahah. Depois que decidi sobre os temas (sim, vamos misturar dois temas! vai ser a coisa mais linda desse mundo) fui atrás da decoradora. Quem se lembra de uma festa da Branca de Neve que eu postei no Snap e no Insta? A festa da Sophia, filha da Bella minha amiga de Campinas, foi a coisa mais linda do mundo, toda lúdica, e na hora pensei que queria a mesma decoradora. Ela já estava com a agenda cheia, não sabia se conseguiria me atender… O dia mais feliz da vida (Alô sagitariana!!!!) foi quando tive a confirmação que ela iria conseguir fazer a festa do Bê. Vocês não imaginam como ela é incrível, tem um galpão tipo imenso só com personagens, mesas, etc, e suas festas são um escândalo. Ela está fazendo com tanto carinho, tanto comprometimento, que virei uma fã incondicional. Ah, falei, falei, e não falei o nome dela, né? É a Marcia Avelino (@MaAvelino).

Bom, depois conto mais sobre a festa, tá? Vou postar tudo pra vocês, fiquem tranquilas. Se eu pudesse, convidaria todo mundo. Mas aí passaria o ano de 2016 pagando boleto kkkkkkkk. Sendo que uma nova resolução de ano pra mim é gastar menos e juntar mais… Prioridades, certo?

Meu Deus, o ano está chegando ao fim… Estou fazendo minha listinha de novas resoluções e com certeza está lá “priorizar os diários do blog”. Prometo que a partir desse diário, toda quarta-feira ( sei que hoje é terça rs) teremos um novo diário. TO-DA! Religiosamente! Nem que eu escreva pelo celular, da rua, do banheiro, do uber, da reunião, das fotos, do evento do dia.

Prometo!

Bom, mudando de assunto, semana passada tive um probleminha com a “exposição”. Esse mundo de Snap, Instagram, Diário, dá um falso direito ao outro de te julgar. As pessoas se esquecem que os 10 segundos que você filmou, foram apenas 10 segundos de 24hs. Isso não é sua vida, isso é apenas um instante dela, porém tem muito mais por trás que você não sabe e isso não te da o direito de julgar o outro. Bom, nada da o direito de julgar, né. Triste.

Eu já andava meio afastada de Snap, talvez em prol da minha sanidade mental, pois ando um pouco cansada de algumas coisas, mas estou voltando aos poucos. Sei que vocês gostam e como eu sempre falo aqui, vocês mandam. Eu sou extremamente agradecida a vocês e sei que sem vocês eu não seria nada. Mas bem quando eu estava voltando, de mansinho, levei uma facada nas costas. Foi tipo traição, de alguém conhecida, que mandou uma mensagem falando mal de mim, mal da minha conduta de mãe, para outra pessoa. O “X da questão”, é que a mensagem veio pra mim… Ixi. Sim. Isso mesmo. Aconteceu o tal momento que preferimos morrer a passar por ele… Enviar uma mensagem pra pessoa errada, falando mal dela!!!!! Enfim, nem quero entrar nesse assunto, pois não vale a pena. Muito menos da pessoa, pois acredito que a vida se encarrega de ensinar (ainda mais quando ela tiver filhos). Mas quero aproveitar esse diário de mamãe para falar sobre os julgamentos. Os famosos julgamentos de maternidade.

Por quê????

Por quê????

Acho triste, sabe? Você tem todo o direito de pensar baixinho, com sua consciência, que não faria tal coisa com SEU filho. Claro que tem. Eu mesma mentalizei mil coisas que não faria. Algumas vou conseguir cumprir, muitas estou cumprindo, outras já estou pagando a língua. Agora usar 1o segundos de snap alheio, pra fazer fofoca via whatsapp com amiga, tirando sarro da forma de alguém educar e criar seu filho, é muito desvio de caráter. Eu estou aprendendo muito com a maternidade, sabe? Acho que ela vem mesmo para nos mudar, por completo, e sou muito grata a ela em inúmeros sentidos. Infelizmente nesse mundo de mamães nem todas se permitiram mudar. Essa pessoa que falou mal da minha maternidade não tem filho e, sinceramente, pouco me importei, pois o que me espanta mesmo é ver pessoas que tem filho, que sabem o quanto é dificíl, julgando outras mães. Elas deveriam se ajudar. Cada dia que passa me espanto mais com as mulheres.

Vou contar uma coisa engraçada e pra vocês pensarem… Estava no shopping com meu filho no final de semana (um final de semana qualquer, passado) e sentei para dar uma papinha. Era domingo, eu estava sozinha com Bernardo (Antonio tinha ido fazer motocross) e planejei passar o dia fora de casa. Percebi que tinha esquecido de descongelar a papinha que é feita em casa (A babá sempre deixa a papinha do final de semana congelada. Ele come todos os dias papinha fresca e feita em casa) só quando estava montando a mala dele para sairmos. Não pensei 2 vezes e peguei uma papinha dessas de potinho. Sempre tenho para emergências. Pois bem, sentei no shopping, ao lado de uma outra mãe, e comecei a dar o almoço. Eu sorri para a outra mãe, quando recebi um sorriso amarelo, do tipo de poucos amigos. OK. Continuei focada no almoço do Bernardo e vendo essa mãe olhar com olhar de desprezo para nós. Quando eu percebi que ela estava cochichando com a amiga sobre mim e eu dei uma olhada. Ela percebeu que eu percebi ( rsrs ) e resolveu falar pra mim: Fico espantada quando vejo uma mãe dando esse lixo de comida para o filho. SIM! Uma mãe, julgando a outra, assim, sem motivo. Eu apenas respondi: “E eu fico espantada que meu filho tenha que viver em um mundo tão triste e com tanto julgamentos. Eu posso dar papinha enlatada, mas eu vou ensinar a meu filho não ser como você”.

Mas para não terminar esse texto de forma pessimista, preciso agradecer às outras mamães que se permitiram mudar e evoluir com a maternidade. Compartilham experiências. Dicas. Se solidarizam quando nosso filho está doente. Quando o dente está nascendo. Um beijo enorme as minhas leitoras queridas e evoluídas que me ajudam tanto. Se permitir mudar e evoluir é um presente de Deus para nós. Creio mesmo que a maternidade vem para isso. Além de nos ensinar o que é amor, ela vem para nos ensinar de tudo, de novo.

Até semana que vem, sem falta, como nova resolução do ano <3

Compartilhe:

113 comentários

Deixe uma resposta

  1. Nati eu tenho uma princesa de 5 meses, e cada dia fico mais espantada com as coisas que as pessoas tem coragem de falar para as mamães de primeira viagem!!! Fico pensando se serei assim um dia, pois é muita crueldade, a nossa cabeça não fica boa depois da maternidade, tudo muda e ainda temos que aprender a conviver com estes julgamentos.

  2. Nati eu tenho uma princesa de 5 meses, e cada dia fico mais espantada com as coisas que as pessoas tem coragem de falar para as mamães de primeira viagem!!! Fico pensando se serei assim um dia, pois é muita crueldade, a nossa cabeça não fica boa depois da maternidade, tudo muda e ainda temos que aprender a conviver com estes julgamentos. Fique

    1. hahahahaah chega a dar espanto mesmo, né

  3. Oii Naty, sou sua leitora a muito tempo, nunca comento, mas hoje, enfim: julgamento!!!! Affs pra que eles existem????
    Cada um deve saber onde o seu calo doí…e se você ou qualquer outra mãe escolher dar papinha pronta, ok. Isso não é o final do mundo.. e nem será… fim do mundo é a falta de educação e bom senso das pessoas… Seu bebê é lindo, amado, e muitoooo sortudo de ter uma mãe assim, tão aberta a aprender e evoluir. A humanidade precisa disso, de luz, de mente aberta a evolução e ao respeito!!!

    1. fofa!!!!!!

  4. Adoro seus diários de mãe… Parece que você está escrevendo pra mim… Impressionante, como somos julgadas né?! Muitas vezes, por mães mesmo, o que é impressionante… Pois acredito que as mães devem se apoiar, sempre!

    1. e devem mesmo, eu apoio eheheh

  5. Nati você me parece uma mãe incrivel!

    Continue na sua luta diaria para ser uma boa mãe pro Bê!

    Eu também vou acertando e errando aqui com meu filho de 7 meses!

    E o amor supera tudo!

    Beijos

    1. erramos demais e ainda vamos errar muito, mas nunca deixaremos de tentar acertar eheheh

  6. Oi Nati! Tudo bem?
    Como eu adoro estes diários! Sinceramente, é sem sombra de duvidas a minha parte preferida do blog. Acompanho desde o começo. Também sou sagitariana e, hoje estou de 6 meses de gestação e, me identifico muito compostos de seus pensamentos e, tenho certeza que também morderei a língua para muita coisa que sempre achei que faria diferente de outra mãe. Como a gestação já nos transforma e, imagino a mudança quando o bebê nasce. Enfim, adorei a sua resposta para a outra mãe. Também desejo de todo coração que eu consiga transmitir ao meu Henrique valores como a tolerância e respeito ao próximo. Espero que ele seja o tipo de pessoa que mesmo recebendo m** alheia, possa retribuir com flores! Porque, afinal, só podemos dar o que temos! Enfim, adoro o seu jeito Honesto de pensar e agir. De assumir sua humanidade e, ajudar as suas leitoras a se sentirem normais, mesmo pensando e agindo bem diferente a maioria das pessoas. Beijos e, parabéns para o Be.

    1. exatamente, faz muito bem… muitos beijos com carinho e muita saúde e felicidade para vocês 2

  7. Olá, Nati.

    Há muito tempo que não comento aqui no blog, mas não deixo de ler os teus diários que acho maravilhosos. Parabéns por tudo e principalmente por seres essa mãe maravilhosa que és. E não ligues….pessoas mesquinhas e más há em todo o lado. O que importa, é o amor e a amizade de milhares de pessoas que torcem por ti e por essa família linda que tens.
    Quero desejar-te também um Natal muito feliz na companhia dos que mais amas e um Próspero Ano Novo.

    “O melhor de tudo, Natal quer dizer um espírito de amor, um tempo quando o amor de Deus e o amor dos seres humanos deveriam prevalecer acima de todo o ódio e amargura, um tempo em que nossos pensamentos, ações, e o espírito de nossas vidas manifestam a presença de Deus.”

    Beijocas,
    Lara- Portugal

  8. Nati…eu te admiro demais, dá pra ver o quanto você se desdobra para ficar com o Bernardo, para dar conta de tudo!
    O mundo já é tão machista, as mulheres têm que se unir, se abraçar e se ajudar.

    1. exatamente, mto obrigada viu

  9. Oi Nati,
    Leio seu blog a bastante tempo, mas não tenho o hábito de comentar com frequência.
    Mas as vezes me sinto tão impactada rs
    Não sou mãe, não posso trocar esse tipo de experiência com você. Mas tenho amigas que são, e vejo que todas querem ser a melhor mãe que puderem. E isso, aos meus olhos, já faz com que elas sejam.
    Em casa, à noite, com filho doentinho, onde o instagram não chega, só a mãe sabe o quanto mãe ela é!
    Posso imaginar o quanto essa conhecida te deixou chateada, mas sabe quando oramos para nos livrar de todo o mal? Pois é! Deus nos livra! Só que as vezes, dessas formas “inusitadas” do século XI rs
    Esse tipo de pessoa, é aquele que ri do outro, na dificuldade. Mas você, é o tipo que estende o braço.
    E o mundo precisa MUITO de pessoas que estendem o braço.
    Não se deixe abalar, pois nem Jesus agradou à todos.
    E o Bê terá muito orgulho da mamãe dele.
    Beijo.

    1. Mto mto mto obrigada pelas palavras carinhosas

  10. Otima resposta! Queria saber com que direito às pessoas nos dirigem desse modo! Mesmo que você desse papinha Nestlé ou qualquer outra que seja pro seu Bê todos os dias o que S pessoas têm com isso??? Aqui procuro fazer a comida do meu filho todos os dias, o mais saudável possível, mas num fds, quando viajo dou papinha Nestlé sim e ele adora! Já provei e vou te contar que adoro também! Outro dia estava com fome a noite e a maior preguiça do mundo, sabe o que fiz? Esquentei um potinho para mim e mandei ver!!!! Essa sociedade é muito hipócrita, né?! Beijos e o Bê está lindo!

    1. Eu como também, juro, amo ahahhaahahaha

  11. Oi Natiii!!!!
    Aiiiiii como eu detesto essa “maternidade” de internet em que as mulheres julgam sem conhecer absolutamente nada da pessoa! Imagino que vc por ser pública deve ler cada abobrinha que pelo amor de Deus né!?
    Saudade de comentar aqui, estava meio ausente de comentários, mas sempre te acompanhando por aqui e insta e snap.
    O Bê é fofo demaaaaais!!! Esse fds fui de novo no ap do meu sobrinho e vi o Bê no hall, ele ficou super feliz ao encontrar com as crianças e minha filha amou ele!
    Gde bjo

    1. Ele ama criança, meu Deus eheheheeheh. Adoro você por aqui

  12. Nati não sei nem o que te dizer diante de tanta hipocrisia; te sigo no snap e já tinha visto seu relato desse triste julgamento. Ainda bem que existe o tempo: nos fazendo esquecer às pessoas ignorantes e suas atitudes que são reflexo da sua mediocridade.
    Me perdoe pelas palavras mas não encontro outras que se encaixem nestes episódios. Mas foco no que importa: o seu Bezinho cada dia mais lindo e com saúde. Ah é meu André comeu alguns muitos potes de sopinha industrializado nos fds e se tornou um saudável estudante de Medicina Veterinária. Bjs com carinho.

    1. Beijos pra vocês dois!! Parabéns pelo filho <3

  13. Essa foto dele está linda mas tão linda que só tenho que te parabenizar pelo filho lindo que vc tem! O Sr. Buchechas, hahahaha ele está lindo!!! Ah Nati, eu sinto pelas msgs ruins que te mandaram, tem gente que é sem noção :( , te acompanho faz alguns anos e sei que vc é uma pessoa iluminada e que vai passar pro Bê todos os seus ensinamentos de luz!
    Beijos
    P.S. posso chutar que uns dos temas vai ser da Peppa ? AHAHAHA

    1. eheheheheeh até terça-feira

  14. Nati do fundo do meu coração, eu te admiro MUITO, como mãe e como blogueira, tenho um bebê de 7 meses que também se chama Bernardo, e de verdade sofria MUITO com os julgamentos sem noção, cada comentário UÓ que eu já ouvi que sério, não sei como não fiquei louca, isso vindo de família, e até de amigos queridos. Não aguento essas mulheres que se sentem no direito de julgar as outras em seu comportamento como mãe, quem nunca precisou fazer uma “gambiarra” pra conseguir cumprir com todas as obrigações de mãe? Quem nunca precisou dar uma papinha que talvez nem fosse tão saudável para o filho porque saiu de casa e teve um problema com a papinha fresca? Isso é sem dúvidas o menor dos problemas, até porque, cada mãe sabe como deve criar seu filho. O que não dá pra acreditar é na falta de noção e senso das pessoas nos comentários e nas atitudes, é MUITA falta de amor, de compaixão e do que fazer, vejo mulheres brigando, criticando, fazendo comentários tão desnecessários que fico sem acreditar na capacidade do ser humano, é triste de ver, e de passar por isso, mas infelizmente não temos como evitar, mas como somos seres evoluídos, nos importamos por 2 minutos, e logo após esquecemos ou simplesmente abstraímos da nossa mente, pois temos coisas mais importantes pra preocupar.
    Boa sorte na organização da festinha do Be, não tenho dúvidas que vai ser tudo lindo, assim como tudo que você faz.
    PARABÉNS PELO SEU TRABALHO!!! VOCÊ É SEM DÚVIDAS UMA DAS MELHORES MÃES/BLOGGERS DA ATUALIDADE!
    Bjs

    1. Que linda, vc não imagina o quanto fico feliz

  15. Flor, apenas para dizer: eu li e estou com você, te apoiando e aprendendo com seus textos.

  16. Poxa Nati! Eu não sou mãe mas me coloco no seu lugar. Depois que VC começou a escrever sobre esses julgamentos (principalmente relacionado a maternidade) penso duas vezes antes de falar algo que sei que vai magoar o outro, falar só por falar, só pra emitir uma opinião (crítica destrutiva) …

    1. Isso mesmo, que bom, fico mto feliz

  17. Nati,

    Só acho que essas pessoas têm inveja! Não tem outra explicação! O Bê é lindo, saudável e um fofo! Sei q vc nem liga pra isso, mas não ligue mesmo! Nós, mães, fazemos sempre o melhor pra nossos filhos, o importante é dar amor e carinho, Pq isso não se compra!! Não vende enlatado ou in natura!! Afffff sem comentários! Bjs

    1. Ro, amei você por aqui

  18. Olá! por aqui completaremos o primeiro aninho em Janeiro, tá se sentindo estranha pelo tempo ter voado e por seu bebê estar crescendo? Eu tô meia em choque!
    Aí Nathy a maternidade nos trás tantas coisas boas mas com ela também vem algo a qual não esperávamos principalmente de outras mães tmb, tanto julgamento, tanta perfeição que não existe, julgar e palpitar virou algo que as pessoas fazem com prazer, não é fácil relevar, eu estou tentando contar até 1000 se for preciso pra gente não se estressar todas a vezes que alguém vem com suas pedras!
    Super Beijo pra vc e outro pro Bernardo!

    1. beijos amor

  19. Aposto que a festa do Bê vai ser linda pq vc tem um bom gosto indiscutivel. Mas enfim, sobre a fulana lá… Deve ser bem difícil lidar com certos tipos de coisas, principalmente julgamento de uma pessoa que deveria ser sua amiga. Julgamento de quem vc não conhece passa batido, vc nem liga, mas julgamento de amiga é triste. Beijos e não liga pra isso pq infelizmente internet é terra de ninguém

  20. Esse Bê é mtoo fofo e essa foto é um abuso de linda..! Hahah
    Parabéns Nati você é uma mãe e pessoa maravilhosa.

  21. Nati, tambem tenho filha ( hoje ele está com 6 aninhos), e sempre passei por julgamentos. Na minha cabeca acho que é porque trabalho, ganho bem e dou tudo pra minha filha, incluindo amor e atencão. Ma as pessoas sao invejosas… Além disso, papinha da nestlé é super natural e saudável!

  22. Nati, amo seus diários! Acompanho desde os 4 meses do Bê, li os passados e os de grávida, e mesmo sem comentar, me sinto um pouco tia desse bebê lindo que você tem e que faz aniversário junto comigo hahahaha. Ainda não sou mãe, mas admiro demais a sua postura e espero ser um pouquinho como você, sem ligar para esses julgamentos bestas e colocando sempre o bem-estar do meu filho em primeiro lugar. Beijo para os dois!

    1. fofa, brigada

  23. Nati, vc é sensacional! Parabéns por todo seu esforço e sinceridade! Amo a forma como você escreve seus textos e amo mais ainda como vc cuida do Be, com amor, carinho! Pessoas que julgam as outras não valem um segundo sequer do seu pensamento, continue assim, iluminada e com mto amor no coração!!! Bjo
    PS: qdo eu for mãe, quero ser igual a vc!!!

    1. Vc não imagina como eu fico feliz… e fique tranquila, vc será ótima quando for mãe. Amor é tudo nesse mundo, e vendo a forma que vc me escreve, posso ver que tem muito amor para dar.
      Beijos com mto carinho

  24. Naty estou chocada com esse post… Pq tem pessoas tão sem noção, é uma verdade vc disse tb estou aprendendo mto com a maternidade. Uma coisa que vc nunca comentou e que passo, eh o tanto que ajudei pessoas próximas e não tenho nem 1% em troca, não que a gente faça esperando, mas eh uma questão de pó, essa pessoa não gosta do meu filho ou de mim como e a ela neh, eh claro, e a percebo que a gente só serve qndo está disponível, fora isso, somos apenas mais um neh, não vamos agregar então não venha para dividir!!! Realmente uma pena nossos filhos cresceram nesse mundo, onde só o fato de vc ter um bb e ter um corpo em forma, já eh pra muitas mulheres uma afronta neh, tipo vc não pode estar bonita e ter um bb, vc tem que ser um bagaço. Aaaa que penaaaaaa. Adoro vc Naty, pensamos mto igual e acho isso mto bacana continue sendo vc ??????????????????

  25. Nossa Naty estou chocada com esse post seu, realmente as pessoas são ótimas para julgar neh, e o melhor é a capacidade que tem de falar da vida alheia, a maternidade tem me ensinado mto tb, uma coisa que eh passo, isso vc nunca comentou, eh como eu me doeie para pessoas próximas, como fui parceira, irmã e não tenho 1% de retribuição, até nas atitudes sabe, fico passadaaaaaa, e daí só o que posso pensar ou o ser não tem nada na cabeça ou ela não tem por vc o mesmo sentimento que tem por ela neh!!! Naty adoro vc, adoro seus posts, a gente pensa mto igual, continue sendo quem vc eh ??????????????

    1. Nossa, nem entro nesse mérito… Impressionante isso mesmo. Eu sofro com isso, e meu marido fica sempre tentando ajudar: Amor, vc fez de coração, isso que importa, não espere nada em troca”. Não tem jeito, sem querer eu espero.
      Beijos mil e vamos evoluindo né ehehe

  26. Nunca comentei mais tive que comentar!!! AVISA PARA ESSA DOIDA SEM INFORMAÇÃO ,QUE ESSAS PAPINHAS DE POTINHOS CONSERVAM MUITO MAIS AS VITAMINAS E PROPRIEDADES DO ALIMENTO QUE A COMIDA CASEIRA (claro que a comida caseira é mil vezes melhor,mais saudável e bla bla).Existem pesquisas nos EUA em centros de pesquisas conhecidos que comprovam isso! Alimente seu filho Nati sempre com o que você possa alimentar e não o crie numa bolha e isso é o mais importante. Você o ama e isso é o mais importante ,jamais daria algo que faria mau a ele.

    1. Brigada de coração… beijos mil

  27. Esse mundo de hj com essas mães politicamente corretas é um saco.é como se fossemos obrigadas a seguir uma cartilha e normas de como se deve criar um filho e se saí mos disso somos julgadas.
    Eu pago com lingua todos os dias com a criaçao do meu filho….qdo não era mãe nunca suportei criança birrenta achava ser culpa da mãe….pois bem,meu filho é bravo e birrento e por mais que eu eduque ainda passo umas vergonhas na rua…meu filho come super mal e ja dei muita papinha pronta(não sendo nunca a principal dieta claro)mas no desespero dele comer preferia isso do que nada.enfim sempre pagamos pelos nossos julgamentos um dia a mulher q te julgou vai ser julgada tb…é a lei da vida. Temos da mundo o mesmo que oferecemos a ele.fique em paz cada mãe é uma mãe e cada filho tem sua personalidade e sua vida.
    Bjs fique com o ? tranquilo.

    1. Bernardo é super bonzinho, mas já anda fazendo cada birra! ahahahaha. E olha, ainda vou pagar a língua demais. Quanto a papinha, tem dias que ele não quer comer, simplesmente trava a boca!!!! Sabe o que salva? A papinha pronta, ele come fazendo “Hummmmmmmmm” ahahaha. Ué, prefiro isso do que não dar nada. ehehe
      Beijocasssss mil

  28. Nati! Que delícia é ler seus textos,parágrafos,histórias….Adoro seus diários mas gostaria de parabenizá-la pela forma de escrevê-lo :)
    Uma leitura super agradável,leve,realista…

    Você já pensou em escrever um livro? Acho que você sairia muito bem como escritora….Adoro ler suas histórias…:)
    Rs…Uma curiosidade que me bateu…

    Beijos de uma leitora diária,
    Karla Peocópio.

    1. Já pensei sim, seria um prazer fora de série, mas tenho minhas inseguranças e penso que “será que vai ter gente querendo saber as baboseiras que escrevo? eheheh”

      1. Claro!!! Eu adoro e admiro o seu jeito de escrever! Rs acho muito leve … Mas não deixe essa ideia passar não! Pois só tem a agregar :)

        Grande beijo,
        K.

  29. Ola…Nati te adoro, depois que você se tornou mamãe gosto mais ainda rsrsrs, o que eu sempre APRENDI e digo depois que me tornei Mãe é não de ouvidos a tudo que te falam, e faça sempre o que você achar certo para seu filho se não deu certo com outra criança não quer dizer que não de certo com a sua…e liga não pra essas pessoinhas que nem mamães são falam…pq TUDO PASSA isso é outra certeza que tive depois que meu Baby nasceu…..BJUSSS

    1. eu amo o que faço, nossa como eu amo… mas viver sendo julgada em tudo, o tempo todo, esgota sabe? Que venha 2016, para me deixar mais leve eheheheeh. To precisando! Muitos beijos com mto carinho

  30. Naty sempre tão linda e honesta…..por isso que te sigo! Pq sei que vc é real e não vive de ilusão.
    Quanto as julgadoras de plantão, fez bem em deixar quieto…..a vida ensina! E como ensina!!
    Vc ta linda! Be ta lindo!! Bora ser feliz sua maravilhosa! Vc merece!
    Obrigada por nos inspirar sempre !! Beijo!!

    1. Brigada, de coração, mesmo!

  31. Meu Deus, dos melhores diários seus que já li!
    Super me identifico com seu jeito mãe de ser, percebo que algumas coisas não acontecem só comigo kkkkk
    E isso me conforta!
    Bjs

    1. é tudo igual heeheh

  32. Sabe Nati, sou muito fã do seu trabalho e ao ler seus diários fico cada dia mais fã principalmente do ser humano que é.
    Olhando essas pessoas e como elas agem, só tenho a certeza de que depositam nos outros seus medos, inseguranças, falta de coragem e tudo mais.
    Acredito na evolução das pessoas e na falta dela, se começarmos a olhar as pessoas assim, com certeza entendemos e perdoamos tais atos.
    Pensar que as pessoas estão em níveis de aprendizados diferentes, faz com que a gente entenda um pouco melhor cada ato exorbitante que vemos por ai. Como por exemplo, olhar o nível de aprendizado de alguém no maternal e outro na Faculdade, para compreendermos melhor.
    Parabéns pela sua conduta e principalmente pela família linda que você tem e mantém a cada dia!!
    Que nesse próximo ano você tenha muita paciência para suportar as dores das pedras que lhe jogam e com isso, pelo lado clichê da palavra, construir seu castelo e evoluir.
    Beijos

    1. Brigafa Anna, fico mto feliz

  33. Oi Nat! Eu também fico HORRORIZADA com os julgamentos, principalmente vindo de outras mães. O que você faz pode até ser que eu não concorde, mas isso não quer dizer que tenho o direito de criticar suas atitudes como mãe. Acredito muito que muitas vezes erramos tentando acertar, não é mesmo? Eu nem sou blogueira, muito menos famosa e nem tenho “seguidores”, porém por causa desses tipos de mães “perfeitas” ou até “não mães”, aprendi que nem tudo o que eu acho gracinha na minha filha eu devo postar, porque os julgamentos são cruéis e não valem o aborrecimento, imagino o quanto é difícil pra você! Mas a vida é assim mesmo, devemos absorver as coisas boas das pessoas e o que é ruim que sirva de ensinamento! P.S. Minha filha é dois dias mais velha que seu bebê. Acompanhei toda sua gestação, super me identificando! Rs! Bjs

    1. vou ser sincera, se dependesse só de mim, eu não postaria mais meu filho. Mas eu sei que vocês, minhas leitoras queridas e que me emanam boa energia, gostam. Então entendo que é parte do meu trabalho, que não consigo ser uma pessoa pública e excluir meu filho do pacote. To aprendendo a lidar sabe. beijos meu amor, obrigada pelo recado carinhoso.

  34. Nati! Te acompanho desde o inicio do blog, comento pouco, mas torço demais por vc e sua família. Além do mais, você é uma inspiração para mim, de mulher, profissional e mãe!
    beijos com carinho,

    1. fico mto feliz!!!!

  35. O problema das pessoas que julgam, é que elas não olham o próprio umbigo!!! Só quem é mâe de verdade sabe como é criar um filho, e minha mãe me ensinou a nunca julgar outra mâe, principalmente se vc ainda nãi teve seu próprio filho!!! Admiro vc como mãe, mesmo porque sou bem parecida, e não se importe com os outros, pois só vc sabe o quanto ama e cuida do seu filho, ninguém mais! Beijos

    1. beijos Dani, brigada

  36. Naty, desabafo super aprovado. És uma menina de ouro, linda por dentro e por fora. O Bê é um anjo que veio para iluminar ainda mais sua vida.
    O ser humano anda cada vez mais complicado. Isto me revolta quase todos os dias.
    É o segundo comentário que te mando, mas sigo seu trabalho há muito tempo. Como te disse, sou advogada de um escritório grande no Brasil e o meu tempo é super curto com os meus meninos. Um tem 9 anos e o outro 1.7. Te entendo perfeitamente e digo: nao se importe com a opinião dos outros. Bê é um menino nota mil, rodeado de amor e paz.
    Lendo seu desabafo, lembrei de uma situação que ocorreu comigo há uma semana: passeando com o cacula no shopping, uma senhora me parou dizendo que achava um absurdo criança não ser criança e ter que usar roupa de adulto (ele estava de camisa e calça jeans), que eu era uma louca por fazer isto com ele. A resposta que dei foi extremamente parecida com a sua.
    Meu desejo do dia: pessoas do bem ao nosso redor!
    Fiquem com Deus.

    1. difícil é se segurar e não voar no pescoço da pessoa, né heeheh

  37. Nesse mundo de julgamentos, Nati, enquanto você recebe olhares de soslaio te recriminando por dar papinha enlatada (uma vez na vida…) eu sigo sendo recriminada por ter um blog quando já passei dos 35..! Como se moda fosse privilégio exclusivo da juventude…E quer saber?
    Há muito deixei de me importar, essas pessoas que seguem como uma palmatória gigante de tudo e de todos, na verdade, têm preguiça de viverem suas próprias vidas e se acomodam na facilidade que é julgar a dos outros!!
    Acho o snap uma ferramenta muito bacana, no entanto, perigosíssima, pois, expõem retalhos de nossas vidas, que muitas vezes, não representam o todo! Não tenho e nem quero ter, como vc bem disse, para o bem-estar da minha sanidade mental..
    P.S. Conserve sempre sua leveza.
    Bjsssssssss milll, Nena.

    1. Amém, pois é mto difícil conservar a leveza, hoje em dia eu acho a parte mais difícil do meu trabalho ehehehe.
      brigada pelo depoimento e siga fazendo o que gosta e te faz bem… beijos mil

  38. Nati, me identifico demais com vc! Vamos pensar mais, julgar menos… Beijãoooo

  39. Eu fico pensando… o que leva uma pessoa a fazer um comentário dessa a você, sendo que ela não te conhece, e você dar papinha pronta ou a feita em casa é problema dela? No dia que as pessoas começarem a se importar somente com as próprias vidas, sem julgar ninguém, o mundo vai pra frente, no mais, será sempre essa desordem, as pessoas tem que cuidar cada um da sua vida e pronta, mas que mania feia!!!
    E sobre dar papinha pronta Nati, se fizesse mal eu já tava morta, minha mãe já me falou que me deu papinha da Nestlé demais quando eu era bebê e tô aqui forte e saudável!
    Beijão e volta pro Snap, deixa esse povo

  40. Nati, adorei o teu desabafo, pena que tenhamos que conviver com tanta gente que se preocupa mais com a vida alheia e não olha para sua, certamente porque se olhasse não iria gostar. um beijo no coração

  41. Nati, você é uma mãe jovem e sensacional
    Você ama seu filho ? Sim ? Então isso é suficiente, acredite.
    Vc sabe, eu tenho um filho de 25 anos.
    Mas fui mãe aos 26, e queria ser uma mãe perfeita, mas não fui.
    Eu quis um filho perfeito, ele não é.
    Muita gente já me julgou e me julga até hoje, pelo MEU jeito de ser mãe.
    E, muita gente, também, julga o Gui pelas escolhas que ELE fez na vida DELE.
    P A C I Ê N C I A …
    Todas as minha teorias me traíram, e tive que me adaptar às novas.
    Hoje, eu continuo com apenas uma teoria :
    AMAR INCONDICIONALMENTE e ESPERAR, POR QUE VAI COMPENSAR
    Ponto final
    Bjs

    1. Que lindo, amei

  42. nati, sou mãe também e realmente somos muito julgadas, agora essas descompensadas do shopping devem ter cochichado por pensar que você é linda e loura com um bebe tão pequeno, deviam cuidar dos maridos!!! hehehehehe não liga pra essas bobagens, cuide do seu bebe que você ganha muito mais! isso sim é amor sincero! um beijão!

  43. Nati, amo seus diários…e te acho uma super mãe…
    Quando der escreva um post sobre a alimentação diária do Bê…Quantas mamadeiras, frutas, etc????
    Eu iria amar, pois acho tão dificil seguir a risca a mesma coisa todos os dias

    1. Vou falar no próximo, tá?

  44. Sabe qual o ponto? Você se deixa afetar demais pelo julgamento alheio e sempre vem com estes textos enormes meio que se defendendo/justificando. Na minha opinião vc ainda é extremamente insegura como mãe e por isso age assim. Vamos ser sinceras, a menina em questão mandou a mensagem por engano pra vc, porém, teoricamente ela estava conversando (em particular) com outra pessoa e sim, ela tem todo o direito de pensar o que quiser de vc como mãe e compartilhar o pensamento com uma amiga. Não seja hipócrita, você faz o mesmo e tudo bem, todo mundo faz. Não dá pra querer que todo mundo aprove tudo o que você faz é só falem coisas boas de vc, querida. Você precisa amadurecer, adquirir auto confiança e SUPERAR por que as pessoas tem SIM o direito de pensar o que quiserem de vc, e me entenda, não quero dizer que tem o direito de falar o que bem entenderem por ai, mas de pensar sim. Foque no seu filho, vc tenta passar o contrario mas é tão superficial…

    1. Meu amor, isso aqui é um diário, claro que não sou 100% confiante. Quem é? Quem escrever um diário, falando que pouco se importa com o que outro pensa, está sendo mentirosa. Não quero passar isso aqui.
      Que o ano de 2016 você seja uma pessoa melhor, que veja a fragilidade dos outros e não aponte o dedo, mas olhe mais para si.
      Beijos com carinho

  45. Naty, quando eu tive a minha primeira filha ( ela tem 3.5 anos agora) eu estava nessa neura de só dar papinha feita em casa, de amamentar exclusivamente e blablabla, sabe o que aconteceu? Eu, com meus 1.73m de altura passei a pesar quase 40Kg, nao dormia direito, virei escrava da minha bebê e o pior de tudo foi quando eu passava horas na feira escolhendo tudo orgânico e cozinhava tudo em casa e ela não comia nada, um dia o pai dela de comida de potinho (eu fiquei mega brava) e ela comeu tudo. Dali pra frente ele só comia tudo e eu fiquei só pensando, Karma meu!! Bom, agora eu tenho uma bebezinha de 8 meses, que toma mamadeira, vai pro daycare e come comida de potinho, ela é feliz e saudável, está se desenvolvendo normalmente e eu sou uma mais muito mais tranquila e feliz. Dou prioridade ao que é importante e nunca mais falei um azinho de quem da comida de potinho. Parabéns, você está certinha, nós mães deveríamos nos ajudar e não nos alfinetar dessa forma tão cruel.

    1. isso mesmo, que bom que está tudo bem agora!!!!

  46. Nao te assustes com os momentos de dor e muito menos com os chatos do caminho. Vou te contar um segredo, os dentinhos vao nascer todos e vao formar o sorriso mais lindo do mundo!!!!!! Por Deus e todos os anjos do Ceu, a vida do Be sera iluminada e feliz.

  47. Nossa Nati.. Que situação chata! Eu crio meus filhos com alimentação consciente, mas não dou pitaco na vida de ninguém. Se alguém me pede informação, ou receita, tenho o maior prazer do mundo em ajudar, só! Não os crio assim pra falar como a mãe q cria diferente ta errada, e sim por uma questão de saúde, a alimentação adequada evita sofrimento, pq as crianças quase não ficam doentes, se desenvolvem muito bem. Só benefícios! Uma das coisas mais legais que eu ganhei com a maternidade? Foram as amigas. Fizemos até uma festa domingo passado pra fechar mais um ano de amizade entre nós e nossos filhos. Nesse grupo tem todo tipo de mãe, desde a que cuida da alimentação até quem dá fandangos todo dia. E a gente nunca discutiu, brigou, julgou a outra, simplesmente nos aceitamos e nos respeitamos. E temos umas as outras, pra trocar ajuda, receitas, frustrações, pra reclamar da vida, se apoiar. E engraçado q antes de ser mãe não conversava com quase nenhuma delas. Maternidade muda a gente, se pra melhor ou pior, depende da gente. Bjs Nati, e como mãe de 2, bem mais velhos q o seu, meu Bernardo, q é mais velho, já tem 4a4m, Valentina tem 2a7m, te digo q aprendo com sua maternagem. Vejo vc curtindo mesmo tendo bb e isso me ajuda a ver esse lado da minha vida tb. De deixar as crianças com mãe/sogra e sair um pouco sem eles. Enfim, vc é top, como mãe, pessoa, blogger… ???

    1. fofaaaaaa…. isso aí!!! mil beijos para vocês três. E saia mesmo, a nossa cabeça fica mais sã e creio que ficamos mais felizes para dar amor a eles, depois.

  48. Primeiro, eu fiquei tão feliz que vc vai fazer a festa do Bernardo, que até parecia que eu era da família….hahaha….é q qd vc tava em dúvida de fazer, eu escrevi tb, pra te incentivar a fazer, pq todo investimento voltado aos nossos filhos, mesmo que seja em festas, é válido!
    Segundo, julgamentos acontecem e a gente tem que aprender a não se deixar abater por isso….realmente as vezes erramos com nossos filhos, mas quem ama de verdade, erra por amor, erra tentando acertar….e vai ser a vida toda assim……quantos pais por amarem demais criam filhos insuportáveis e que não dão valor a nada?
    Terceiro, sobre a papinha…quando eu fui pra praia com minha bb com 4 meses, fiquei em uma lugar que não tinha uma cozinha toda equipada…..e ela ja estava na papinha pq parou de mamar mt cedo….então, falei com a pediatra e ela falou que eu podia sim dar papinha pronta, se fosse de uma marca confiável, pq em casa eu sempre dava a caseira, feita na hora…..e essa papinha comprada, sempre me salvava nas emergências…..então que se f… essa mãe intrometida…..mas é incrível, como alguém que não conhecem a gente no dia-a-dia, se coloca a palpitar sobre o filho da gente por um ato que vê né…e que tb não era um ato absurdo né…
    Quando meu sobrinho tá só de fraldinha, vem mil pessoas….”Ai, tadinho, ta com frio..vai tomar friagem, vai ficar doente…”…mas ele é super calorento, e adora ficar a vontade….

    Enfim, se preocupe com quem deseja o bem a vocês, e ignore os sentimentos ruins que vem de pessoas frias….

    Bjão….e viva o Bernardo! Mta paz, saúde e proteção a ele….

    1. vivaaaaaa <3

  49. Por Nathalia Zanon Gandolfi

    Oi nati…
    Li seu post logo quando ele saiu e nem ia comentar hoje sonhei q tinha te encontrado aqui no shopping Iguatemi em campinas e resolvi voltar para comentar…
    Também estou vivendo bem essa mesma situação,venho descobrindo também vários falsos amigos que simplesmente sumiram depois da minha experiência com a maternidade, hoje já consigo ver que foi melhor assim que pessoas assim eu quero que esteja a distância de mim e do meu pequeno.
    Quanto a sua experiência no shopping é mesmo no mínimo triste que outras mães assim como nós ainda tenham essa falta de consciência. Admito que até hoje fico chateada com comentários até da família do tipo “nossa, mas você faz tal coisa assim, não devia fazer x, deveria fazer y” ou mesmo o julgamento diário de cada vez que eu saio com o meu filho pela minha “pouca idade”. Mas o que eu sempre falo é, instinto materno nunca falha, sempre saberemos o que é certo ou não para os nossos pequenos.
    Desejo a você que não guarde remorso e continue sempre radiante, essa pessoa amável, com coração leve e com seu jeitinho único de maternar (porque cada mamãe tem o seu).
    Um super beijo meu e do Pietro para você e o Be.

    1. Obrigada Na <3

  50. Sempre te leio e preciso comentar que, na minha opinião, você é uma pessoa sã dentre tantos loucos cibernéticos! Você, em “10 segundos de snap” consegue passar sua alma, o quanto é boa de coração e uma pessoa simples. Naty, não te conheço pessoalmente e você provavelmente nunca vai me encontrar, mas a sua verdade atinge quem é de verdade. Eu sinto você e sua naturalidade.
    Força! Pessoas como você fazem o mundo melhor!

    Grande abraço!!!

  51. Nati bom dia, acho que julgar o próximo é mais fácil do que olhar para o próprio umbigo. trabalho fora e optei por deixar minhas filhas na escola desde os 9 meses, sempre olham como se eu fosse um monstro! dar produtos industrializados!? que horror! perder a paciência com o filho?! que pecado!! quem consegue ser perfeita 100% do tempo?! ninguém. estamos todos buscando fazer o melhor, cada 1 a sua maneira. que fique registrado no coração dos nossos filhos o Amor, a União, a Bondade, e tudo que nós mães sempre fazemos pensando na felicidade deles.
    Sigamos em frente firme e fortes, quem perde tempo julgando não está evoluindo… obrigada por compartilhar experiencias reais! bjs Cris.

  52. lendo o seu diário e vendo como o povo é Farso neste mundo. Odeio falsidade, e não sou imparcial, não faço de conta pra agradar ninguém. E me identifico com vc demais, Sagitarianass!!! Enfim você e uma ótima pessoa e uma ótima mae, infelizmente temos estas “najas” no caminho, mas vc tira isso de letra.
    Adorooo vc! Aguardo ansiosa pra ver as fotos do niver do Bê que tenho certeza que vai ser lindooo!! Toda quarta estarei aqui pra ler um novo diário (Adoroooo)
    beijos

  53. oi nati!!! faz muito tempo que não escrevo aqui…. mas isto não quer dizer que não tenho lido e tenho te acompanhado. hoje resolvi te escrever, porque fiquei meio p….. com toda esta história. estou muito cheia de tudo e de todos sabe?!? hoje todo mundo sabe o que é bom e o que é melhor mas o engraçado é que o país e as pessoas só estão piores, não é?!? por isto, vou te dar um conselho faço outra resolução de fim de ano: não se importar com estas pessoas, sejam elas mães, não mães, homens, senhoras, senhores, qualquer um. você é mais você. o seu filho é uma criança sadia, linda, feliz. e isto é o que importa. valores estão sendo passados para ele. mesmo se ele comesse papinha pronta todos os dias o que estas pessoas tem a ver com isto?????? a maneira que você cria seu filho não é publica, só o seu blog, com suas idéias de moda e opiniões. suas leitoras de verdade gostam de você e ponto. boas festas!!!! beijos. helena

  54. Oi Nati,
    Que triste que o pessoal se sente na total liberdade de te falar essas coisas na sua frente (ou não). Mas é assim mesmo… Você é a melhor mãe que você poderia ser! É impossível ser perfeito, ninguém é! Não se sinta mal, quem tem que se sentir mal é quem está te julgando apenas porque você faz diferente. E eu dei inúmeras vezes papinha industrializada para os meus filhos e não vejo nenhum mal, não tem nada além de ingredientes naturais.
    Beijos e parabéns adiantado para o Bernardo! Minha irmã também faz aniversário dia 22 (ou o dele é dia 23?) e é uma data muito legal!

    1. 22!! Muito obrigada e parabéns para sua irmã tbm! <3

  55. Nossa Naty, te acompanho a anos e meu filho é de dezembro tbm .. faz um aninho amanhã. Acompanhei a minha gestação junto com a sua, os seus diários junto com a minha rotina. E realmente é muito difícil mesmo quem é mãe julgar outra mãe, porque agente entende mais. Como vc é uma pessoa pública, imagino que tudo deva ser muito intenso, mais o que importa é que você sabe que está fazendo o melhor para ele. As maioria das pessoas são sem noção e só querem nos atingir, pq nós sendo fracos engrandece o ego deles.

  56. Nati, pense pelo lado positivo… Uma convidada a menos no niver do Bernardo! Desconvide a traidora agora! hahahaha Falando sério, cada uma de nós tem o seu jeito de maternar, de cuidar da cria como acha melhor. Chega de competição!

  57. Cara, eu acompanho teu blog há algum tempo, não diariamente porque não sou muuito antenada em moda (contraditório né?!), mas enfim..acompanho porque sim, hehe, porém nunca comentei nenhum post. Fiquei super feliz com seu casamento e vibrei sério quando vi que você tinha engravidado (acho que 90% das pessoas famosas que acompanho é meio que esperando esses momentos normais da vida, sabe? Casamento, filhos, dia a dia e etc.). Pois bem… lendo esse teu post hoje não me contive e tenho que comentar. Você deve ter uma vida mega cansativa, corrida e cheia de compromissos, mas uma coisa que observo, mesmo sem te conhecer de fato (e acho que esse devia ser o pensamento das pessoas que teimam em julgar: NINGUÉM CONHECE NINGUÉM VENDO PEDAÇOS DA VIDA DELA PELA INTERNET ou vendo ela dando uma papinha enlatada pro bebê ), eu te acho muito comprometida com tua família. Acho mesmo que você é uma boa esposa, uma boa dona de casa (e dona de casa não são só aquelas que passam o dia de avental), e acho meeeeesmo que você é uma excelente mãe. Bernardo não poderia ter nascido numa família melhor. Você consegue administrar seu tempo muito melhor que muita gente que tem o dobro de tempo livre e usa pra falar e fazer coisas que não acrescentam em nada. De fato, é triste ser julgada por 10 segundos, mas cara, quer saber? Nunca conseguiremos agradar todo mundo. Então o que você faz, faça com amor e tenho certeza que as honras virão de quem realmente importa. E como você disse: a vida se encarregar de gratificar e punir a quem merece.
    Boa sorte com seu filhão lindo. Boa sorte com sua carreira e boa sorte na vida. Beijão.

    1. Obriga amor <3 <3 <3

  58. Nati,
    Uma das coisas que a maternidade vem me ensinando é a ligar o foda-se (desculpa o palavrão rsrsrs)!
    Eu funciona na mesma lógica que vc (maternidade sem neuras e filhos no mundo comigo) .
    Li uma vez, uma frase de uma mãe quando estava grávida e sempre me apego a ela quando questiono a minha forma de criar: Eu procuro buscar o bom senso e evitar o senso comum!!!!

    Beijo Nati

  59. Nati, eu nunca comentei, mas estou indignada como as pessoas se sentem no direito de julgar as pessoas sem base alguma… Tb tenho uma bebe de 1ano e 2 meses, te acompanho a anos e tenho uma rotina super mega agitada como vc, trabalho e tenho uma baba cuidando da minha filha de segunda a sexta e super te entendo.. Não existe certo ou errado no mundo maternal , vc e uma super mãe, te admiro muito !!! Muitas vezes me identifiquei com seus diários e me inspirei!! Parabéns !!! Vc e uma mãe maravilhosa, linda e com certeza o Be terá orgulho da mãe maravilhosa que tem. Continue seguindo o seu coração … E o que faço.. Desconsidera essas pessoas que não agregam nada… Bjos

  60. Nat, nunca comento, mas dessa vez não resisti. Sou médica otorrinolaringologista e trabalho com crianças especiais, que tem problemas com deglutição. Nos nossos exames, no Hospital universitário, os teste são feitos com as famosas papinhas de sobremesa “envidradas”. Justamente, porque serem um alimento livre de contaminação e seguro para dar. A higiene desses produtos são exemplo para qualquer cozinha. Um alimento que pode ser transportado sem risco de estragar e pode ser dado na temperatura ambiente, fora de casa. Muito mais segura do que as papinhas caseiras armazenadas e transportas de forma inadequada (sem querer, muitas vezes). Felizes das crianças (e das mães! rs) que gostam dessa papinha nas eventualidades. Essa mulher que julgou, além de amarga e intrometida, é bem desinformada!!! E fique tranqüila, iria julgar se vc estivesse dando fast food, comida de buffet de praça de alimenta (q fica exposta), sorvete etc etc. Aquelas que são a favor de criança viver isolada em casa ou na escola. Aff, Aff, Aff…

    1. mto mto mto obrigada… fiquei mto feliz em saber =)

  61. è sério Nath, como não te amar? rsrs
    Vivo pensando nessas coisas: não julgar, ser flexível com as pessoas e situações ao meu redor… e ao mesmo tempo bater na mesa quando necessário!!!
    Me diz: o que uma mãe tem na cabeça ao achar uma outra mãe “menos mãe” por dar papinha pronta para o seu filhote? e além do mais, se ela realmente estivesse preocupada com isso, poderia chegar com todo o carinho desse mundo e dizer que ela tbm é mãe e ACREDITA que as papinhas prontas devem ser reservadas para emergências, se você tinha esse costume, etc… mas NÃO!!! O interesse era agredir… o que me faz sentir um misto de raiva e dó dela, porque uma pessoa assim está tentando se auto-afirmar em cima de outra, pensando consigo mesma que ela é melhor….. quando na verdade não precisamos ser melhores que ninguém, só precisamos ser o melhor que consigamos ser!!!!!!
    Desculpa o meu desabafo, mas é que, mais uma vez, pessoas de verdade como você me tocam muito sabe……
    Minha admiração ainda mais pra vc e meu carinho para com o Bê, um menino de tanta sorte!!!!!!!
    bjssssss

    1. mto mto mto obrigada

  62. Nati…não sou mãe não pretendo ser mas sou tia, e fico impressionada como as pessoas julgam as mães , sério, todas cada um no seu jeito é um papel importantes e sagrado na minha opnião. Vc é a única blogueira que eu entro para ver os posts mesmo os diários do Bê, maternidade etc…pq mesmo não tendo esse sonho sinto q vc é uma mãe especial e leio tudinho…ah a proposito meu primeiro sobrinho fez 15 anos só comia papinha industrializada e hj esta com 1,82 70 kg, nunca yeve uma doença e é um menino inteligente e lindo! Sempre lembramos do carrinho cheio de papinhas e as inxiridas no mercado fazendo comentarios! Nati se afaste das redes se isso te fizer mal, as leitoras de verdade vão te entender!! Beijossssssss

    1. fofa… fico mto feliz !!!! brigada pelo apoio

  63. Nati, nossa que horror essa mãe do shopping falar isso na tua cara, gratuitamente. É muita maldade. Deve ser uma pessoa amargurada demais! Chocante! Triste! Pelo menos tu ainda conseguiu colocar ela no devido lugar. Beijos.

  64. Por Nati, que essa mãe internalize o ocorrido de alguma maneira e possa passar pro filho, boas noções de gentileza, reconhecimento do outro, altruísmo!

    Você é dez! Da próxima vez….nem responda! Ignore! Viva sua maternagem sem culpas e cobranças!

  65. Oi Nati.
    Queria te dizer que eu não tenho filhos, não tenho crianças por perto na família há algum tempo, enfim, não tenho a mínima experiência com crianças rsrs Mas de uma coisa tenho certeza, quando tiver meus filhos quero ser para eles o que você é pra seu filho: uma mãe extremamente preocupada e dedicada, com amor incondicional. Acompanhei todos os diários desde a sua gravidez e te digo que sempre que termino de ler, falo pra mim mesma o quanto deve ser bom ser seu filho rs. Não se importe com esses julgamentos, porque infelizmente vamos ter que passar por isso a vida inteira.
    Um beijo com carinho.
    Pri

    1. que lindo, vc não sabe como me deixa feliz

  66. Lindaaa! Nunca comentei aqui, mais te acompanho a muito tempo, sempre tive vontade em te falar o quanto te admiro! Tudo que voce escreve se encaixa tanto pra mim, tenho um bebe de nove meses, e sofro muito com esses julgamentos, ainda nao aprendi a “digerir”..sou mto nova, e me desdobro entre a vida profissional e o meu bebe, e sempre me cobro muito! ler as suas postagens acalma meu coracao! beijos pra vc e pro be lindo!

    1. nos cobramos demais né? talvez eu precise conseguir deixar as coisas fluirem

  67. Oi! fiquei de cara com esse comentário do shopping……uma pessoa nunca deveria ter coragem de fazer uma coisa dessas…. estou gravida de 34 semanas e fiquei me imaginando, oque eu responderia…rs… vc respondeu a altura, parabéns, rs!!!!!! bjo

  68. Por Gabriela Neiva Galvão

    Oi !
    Nunca comentei aqui.
    Mas essa mania nova do povo julgar embasado em programas culinários , que tudo que não seja preparado em casa , plantado ou comprado na feira orgânica , ou com ok de uma receita da Preta Gil , é lixo .
    As pessoas se esquecem que apesar de todo conservante , enlatado consumido pela população mundial nas últimas décadas , ainda com todo esse “veneno” a expectativa de vida aumentou no Mundo , planeta terra inclusive em SP, onde 90% das pessoas comem fora de casa.