Blog de Moda Glam4you por Nati Vozza

Traduzir para Inglês

DIARIO DE UMA MAMÃE: 5 SEMANAS

Jan 30 2015
Postado por em Glam4You

É, já passamos o primeiro mês e agora estamos caminhando, passo a passo, para o segundo mês do Bezinho. As cólicas começaram forte na semana passada, tivemos alguns dias inteiros de contorções, choros incessantes e mamãe acabada! Acabada psicologicamente, pois vê-lo chorar com aquela carinha de desespero ,é, sim, desesperador.

POST 5 SEMANASDIARIO DE UMA MAMÃE: 5 SEMANAS

O Bê tem muitos gases, fica o dia todo soltando pumzinho e eu fico o dia todo falando: “Isso mesmo filhinho, solta tudo” rs. Aprendi a valorizar de um tudo, xixi, coco, pum… Quando a crise apertava eu dava Colic Calm (falei dele aqui) e no início até fez bastante efeito, pois é fitoterápico. Sentia que dava aquela acalmada, e muitas vezes ele dormia minutos depois. Parecia milagre no início. Mas começou a não fazer tanto efeito assim e eu comecei a procurar pelo google algo que diminuísse a dorzinha do meu bebê. Adoro os fóruns da Baby Center, sempre encontro respostas para tudo e foi lá que encontrei muitas mamães contando sobre um remédio novo, um tal de ColiKids, um probiótico que diz funcionar para amadurecer o sistema intestinal do bebê e não funciona como remédio sintomático, mas sim como tratamento. Muitas mães diziam fazer efeito já no primeiro dia, outras diziam que apenas depois de uma semana, ou então que não fez efeito nenhum. Resolvi testar. Coincidência ou não já no primeiro dia senti uma melhora absurda e, hoje, depois de 1 semana de tratamento, ele está bem mais tranquilo e com pouquíssimas crises. Falem com seus médicos antes de comprar, ok? Não quero influenciar ninguém a usar remédios.

Aprendi que nesse mundo de bebês, cada dia é um novo dia. Há dias em que ele mama e dorme o dia todo, como um relógio britânico. Outros dias em que ele fica muito tempo acordado e bem quietinho. Dias em que a cólica aparece só às 19hs e passa 30 minutos depois. Dias que está tudo bagunçado e ele mama de picadinho e chora todos as vezes que o coloco no berço. Dias em que faz quase uma noite inteira de sono profundo. Dias como o de ontem, em que ele acordava de 1 em 1 hora e mamava de picado. Todos os dias eu acordo pensando como será o dia de hoje… Monotonia não existe por aqui hehe.

Bernardo dorme bem à noite, com exceção a dias como o de ontem, mas normalmente mama às 00:00hs e depois só acorda novamente às 4:30/5hs da manhã. Acho maravilhoso e pulo de alegria quando isso acontece. Mas muitos dias, sem explicação alguma, ele acorda várias vezes ou então demora para dormir entre as mamadas, ficando com os olhinhos arregalados. Acredito que esses primeiros 3 meses ainda seja tudo bem bagunçado mesmo. Nem eles sabem onde estão ou o que fazer, então eu tento dar muito conforto e colo. Sim, colo, outro assunto para falarmos por aqui, pois brinco que Bernardo já sabe o que é bom com apenas 1 mês. Só anda dormindo no colo, e muitas vezes quando o coloco no bercinho, se já não estiver com sono pesado, ele acorda e da aquela mini chorada de manha. Basta pegá-lo no colo e ele para. Espertinho. Nunca pensei que bebês aprendessem assim tão fácil as coisas boas da vida hehe. Me questiono diariamente se isso terá algum impacto mais pra frente, pois ficar com um bebê de 6 meses, pesado, que só dorme no colo, não será nada agradável. Por outro lado, penso que nesses primeiros meses eles são tão indefesos, que precisam mesmo de muito colo e carinho, pois é um mundo novo demais para eles. Fico nesse impasse. Na dúvida, dou colo, pois confesso que eu amo ficar com ele nos braços. Amo vê-lo dormir comigo. Muitas vezes nem tiro do colo, deixo dormir as 2 ou 3 horas comigo. Fico só babando, morro de rir dos espasmos de sono, onde ele ri, chora, revira os olhinhos. Ele virou “coleiro”. MEA CULPA!

Bernardo já está com 4,800Kg em apenas 1 mês. GORDO. Já está passando toda aquela insegurança por não ter conseguido passar de 1 mês com leite materno. Já parei de chorar, já parei de me culpar, já comecei a acreditar verdadeiramente que o que importa é a saúde e o desenvolvimento dele. Não importa com o que seja, se ele estiver ganhando peso e se desenvolvendo bem, pouco me importo. O único problema disso tudo, são as outras pessoas. Parece que todos querem saber se eu estou amamentando, e quando escutam que não já fazem cara de dó, ou começam o questionamento: “Jura? Por que? O que aconteceu? Que pena! Já tentou a relatactação? Já tomou tal remédio? Já buscou o banco de leite?”. Sim, sou instruída, tenho médicos, sou a maior interessada em amamentar meu filho, e simplesmente NÃO CONSEGUI… Jesus, onde foi que as pessoas perderam a noção de educação e respeito ao espaço do outro? Me pergunto isso diariamente. No início eu até chorava com algumas perguntas e reações das pessoas, principalmente nessa minha vida tão exposta. Eu postava o esmalte da semana e já vinham 4 comentários: “Não está amamentando?”. Pronto, era um chorôrô só. Esse mundo é maravilhoso, mas cheio de julgamentos. Estou aprendendo me aceitar como mãe, a realmente ficar em paz com as decisões e empecilhos que vão me aparecendo. Nem tudo depende 100% de nós e essa falta de controle da situação é algo que precisamos aprender a lidar.

Bom, página virada! Vida que segue!

Contratei uma Babá!

Esse primeiro mês que passamos sozinhos foi maravilhoso. Consegui acreditar mais em mim. Vi que consigo cuidar sozinha do meu bebê e que sou muito mais forte do que imaginava. Mas já estava ficando angustiada por saber que logo precisaria dar umas saídas, ou então trabalhar, e não tinha ninguém de confiança para ficar com Bernardo. Então antes de realmente precisar sair, eu precisava de alguém em que confiasse, por isso contratei logo para termos mais intimidade e confiança. Ela começou quarta-feira, uma graça de menina, mas ainda estou sofrendo por dentro para entender como funcionaremos juntas. Não estou conseguindo delegar nada. Estou um pouco ciumenta, confesso. Será que todas as mamães são assim? Penso que se ela tivesse começado logo que cheguei da maternidade, para me ajudar desde o início, eu não estivesse assim. Mas esse tempo que passamos sozinhos, só eu e ele, nos ligou tanto que agora não sei colocar mais uma pessoa nessa relação (fora o papai, claro hehe). Ou talvez eu esteja sofrendo por antecedência e esse sentimento seja completamente natural no início. Quem sabe? Mas fato é, preciso de alguém e vou precisar aprender a conviver com isso. Mas enquanto eu estiver em casa, quem cuida do meu filho sou eu ahahah. Hashtag Ciumenta!

Esses dias abri meu armário e fiquei praticamente 1 hora para escolher um look. Sinto que as minhas roupas não dizem mais nada sobre mim. Estou em uma crise de identidade. Não quero mais tanto salto. Quero conforto. Mas sou baixinha. Saia curta me deixa com corpo visualmente bom, mas não combina com bebê pequeno. Preciso usar uma terceira peça para deixar o look bacana, mas sinto muito calor. Quero usar relógio, anéis, brinco e colar, mas vou machucar o Bernardo com tantos apetrechos. Cabelo? Rabo de cavalo, mas quero um babyliss. Fico tãããão mais bonita com cabelo cheio…

Quanta besteira, será que vocês também passaram/passam por isso?

Meu Deus, falei demais! Semana que vem conversamos mais. Beijos com carinho e um ótimo final de semana para todas.

Nati, 5 semanas =)

Compartilhe

LOOK NAVY

Jan 29 2015
Postado por em Glam4You

Usei esse look navy ontem, quando fui para Campinas fazer umas fotos com Bernardo. Acabei postando um pouco da produção no Instagram e fiquei tão feliz com o feedback mega positivo que resolvi fotografar pro blog também.

Não era uma produção de foto (tanto que o look que postei no insta era indo para o cabeleireiro) mas como sei que vocês amam esses looks reais, aqui está.

Amo look navy, vocês sabem da minha paixão por esse motivo “bleu blan rouge”. Comecei a pensar na produção pela saia, que é da coleção da NV (e agora está em sale) e bem curinga, depois fui pensando em continuar no mood navy, então optei pela t-shirt listrada e espadrille confortável e estampada. Adorei tambem o mix da estampa do sapato com a listra, e mesmo elas sendo do mesmo motivo não ficou algo previsível demais.

As fotos foram feitas no meu lugar preferido de Campinas, um shopping aberto chamado Galleria e onde vou todos os dias que estou na cidade para comprar meu starbucks #vicio!!!

nati vozza look blog 12LOOK NAVY nati vozza look blog 1LOOK NAVY nati vozza look blog 5LOOK NAVY nati vozza look blog 2LOOK NAVY nati vozza look blog 11LOOK NAVY nati vozza look blog 14LOOK NAVY nati vozza look blog 9LOOK NAVY nati vozza look blog 7LOOK NAVY nati vozza look blog 3LOOK NAVY nati vozza look blog 4LOOK NAVY nati vozza look blog 6LOOK NAVY

Ph: Mariana Pimentel

{Look Navy – T-shirt Melon Melon | Saia NV | Espadrille Arezzo | Bolsa Chanel}

Compartilhe

DICAS DE NYC: ONE GIRL COOKIES

Jan 29 2015
Postado por em Glam4You

Oi meninas, tudo bem? Sou Bruna Paraíso do NYC Tips e tenho mais uma super dica de NYC pra vocês!

Esse é mais um daqueles lugares super charmosos de NY e com sobremesas incríveis. Como o próprio nome já diz, eles dão ao máximo para criar cada sabor em seus cookies e não medem esforços para certificar de que cada ingrediente tenha uma personalidade própria. Além disso, o ambiente tem um design super moderno e com detalhes que fazem toda a diferença, tornando a experiência ainda mais agradável.

Sem contar as sobremesas deliciosas, como os cookies, cupcakes e bolos personalizados, eles também oferecem opções bem gostosas para café da manhã e alguns lanches salgados para fazer uma refeição rápida.

O One Girl Cookies é um lugar perfeito para fugir da loucura da cidade e relaxar um pouquinho.

Eles estão em dois locais na cidade, ambos no Brooklyn. A mais próxima de Manhattan é a maior, mais conhecida e foi aberta em 2012. A de Cobble Hill é menor e foi criada em 2005.

nati vozza nyc 2DICAS DE NYC: ONE GIRL COOKIES

Compartilhe