Traduzir para Inglês

Blog de Moda Glam4you por Nati Vozza

DICA DE DECORAÇÃO DE BATIZADO

Feb 27 2015
Postado por em Glam4You

Quem se lembra dos posts de decor do chá do Bê e da maternidade?

Pois bem, desde que conheci a Ária Festas no chá do Bê me apaixonei pela empresa das queridas Ro e Dani, que são de um profissionalismo inquestionável e talento nato! No chá Bê por exemplo, bastaram duas reuniões para que organizassem a festa dos meus sonhos.

Como as acompanho em todas as redes sociais, vi algumas fotos de Batizado que me chamaram a atenção e pensei: Preciso postar! Batata!! Corri pra pedir mais fotos pra Ro e juro que foi difícil escolher, pois é tudo tão lindo e delicado que não sabia por qual começar ahahaha.

As fotos são do Batizado da Nina, com a decoração toda em Espírito Santo, com anjinhos lindos tomando conta e as flores brancas em total sintonia não né?

nati vozza decoracao batizado 11DICA DE DECORAÇÃO DE BATIZADO nati vozza decoracao batizado 2DICA DE DECORAÇÃO DE BATIZADO nati vozza decoracao batizado 3DICA DE DECORAÇÃO DE BATIZADO nati vozza decoracao batizado 5DICA DE DECORAÇÃO DE BATIZADO nati vozza decoracao batizado 7DICA DE DECORAÇÃO DE BATIZADO nati vozza decoracao batizado 8DICA DE DECORAÇÃO DE BATIZADO nati vozza decoracao batizado 10DICA DE DECORAÇÃO DE BATIZADO

{Lembrancinhas}nati vozza decoracao batizado 13DICA DE DECORAÇÃO DE BATIZADO

E então, o que acharam? Bem inspirador né?

Compartilhe

RECEITA SUCO DETOX

Feb 26 2015
Postado por em Glam4You

Oi Meninas, tudo bem? Sou Patricia Guimarães do Senhora Mesa e hoje venho com uma receita power pra quem está a procura de um bom Suco Detox! ;)

nati vozza suco detoxRECEITA SUCO DETOX

Existem muitas versões de sucos assim, e depois de testar várias, juntei ingredientes desintoxicantes em uma versão própria. O salsão que uso na receita é realmente muito importante e acho que não deve ficar de fora de nenhuma receita, tanto que ele é indicado em sopas também, pois tem ação diurética, além de diminuir a acidez metabólica e ajudar no combate aos radicais livres. 

A linhaça praticamente dispensa apresentações, é um super alimento funcional e suas fibras ajudam a reduzir o acúmulo de gordura no corpo. Juntamos ainda cenoura, couve, limão espremido e suco de laranja e temos uma super vitamina detox! Eu tomo esse suco todos os dias de manhã! E quando eu não tomo, sinto falta. Ele realmente faz efeito!!

Ingredientes Suco Detox:

(3 copos)

2 talos de salsão;
2 copos e meio de suco de laranja (pode ser natural, mas se tiver sem tempo use o fresco encontrado no supermercado);
2 folhas de couve inteiras;
2 colheres de sopa de linhaça;
1 cenoura pequena;
1 limão espremido.

Modo de Preparo

Bata tudo no liquidificador por cinco minutos. É importante bater por um certo tempo e em velocidade baixa para os ingredientes realmente se misturarem. Sirva.

Obs.: Não Coe!!! Jamais!!!

Compartilhe

DIÁRIO DE UMA MAMÃE

Feb 25 2015
Postado por em Glam4You

Nem acredito que o Bernardo já tem 2 meses. Ao mesmo tempo que sinto que passou super rápido, também tenho um mix de sentimentos que me diz que passou muito devagar. Sinto que já o tenho há muito mais do que “meros” dois meses. Parece que sempre o tive. Já tenho 30 anos e fico pensando como pude demorar tanto tempo para conhecer esse amor. Se paro para pensar em todos esses trinta anos, muito bem vividos, obrigada, parece que foram anos coadjuvantes. Sabem como? Parece que a vida começou agora.

nati vozza diario de uma mamaeDIÁRIO DE UMA MAMÃE

De fato começou, não deixa de ser uma verdade, pois a tarefa mais importante da minha vida começou só agora, com 30 anos. Preciso criar e preparar uma pessoa para o mundo, para ela crescer e se tornar uma pessoa íntegra em meio a tantas tentações no meio do caminho. Pensar que ela depende só de nós, pais, nesse início de vida, para saber o que realmente importa, o que vale a pena, como tratar o próximo, como receber e como dar amor. Isso ainda está um pouco distante para mim, pois primeiro preciso ensiná-lo a andar, a comer, a realizar sozinho suas necessidades básicas, mas não está tão longe assim. Esses ensinamentos vêm de casa, vêm desde pequenino, vêm de observar, mesmo que instintivamente, como seus pais tratam o próximo, de como seus pais dão e recebem amor, de como seus pais lidam com frustrações, se eles aumentam a voz para impor algo, se eles abaixam demais a voz, entre milhares de outros pontos. Não adianta colocar a criança desde cedo na escola e esperar que ele se torne um adulto maravilhoso, você precisa dar o exemplo em casa, mesmo que só tenha 3 horas por dia com a criança. Acredito muito no tempo de qualidade, talvez até mais do que no tempo quantitativo. A ausência presente é um fato, maior ainda nos dias de hoje devido a internet e ao celular sempre em mãos.

Há mães que deixaram de trabalhar para cuidar dos filhos mas não conseguem ter tempo de qualidade, pois vivem nervosas, estressadas, gritando, dormindo pela casa, e que sem querer acabam não virando um exemplo maravilhoso, mesmo que sem querer e mesmo que tenha as melhores intenções. Há mães que deixaram de trabalhar e conseguem ter tempo de qualidade e em poucas horas juntos conseguem passar bons exemplos. Há mães que trabalham fora e chegam em casa estressadas e sem cabeça para cuidar dos filhos, ou então chegam tão tarde que não conseguem nem dar o beijo de boa noite. Há mães que trabalham fora mas que tem 2 horas por dia com o filho de muito amor, qualidade e muitos ensinamentos. Gente, há milhões de tipos de mães, com certeza nenhuma erra ou errou sabendo disso, todas com certeza tiveram as melhores das intenções e tiveram os seus motivos. Há mães que ficam o dia todo com a criança, mas grita com a vizinha, com a empregada, grita no transito. Há mãe que trabalha, mas ensina e passa valores lindos aos filhos. Há mães que ficam em casa mas brincam no chão e ensinam os seus filhos a guardar os brinquedos. Mas também há mães que trabalham fora e quando chega não quer nem trocar a última fralda do dia. Semana passada recebi um comentário que me chateou, falando que se fosse ela, quando tivesse filho, iria parar de trabalhar por 1 ano e não teria babá, pois o filho precisa dela. Concordo em termos, pois tendo ou não babá, trabalhando ou não fora, esse julgamento é muito superficial. Como vocês podem ver acima, trabalhar ou não fora, ter ou não ter babá não diz nada sobre a mãe que você é.

Não vou e nunca irei parar de trabalhar, pois eu amo o que eu faço. Mas isso não me dá o direito de julgar, pela capa, mães que quiseram isso para elas. Ser ou não ser uma boa mãe vai muito além disso. Meu Bernardo tem 2 meses e eu já estou voltando com a minha vida, indo a alguns eventos (não mais do que 1 por semana e não mais do que 2 horas longe. Esse é o meu limite, mas poderia ser mais para algumas e menos para outras), fazendo algumas fotos (levo meu bebê para Campinas com todas as fotos, a avó cuida dele amarradona, e eu fotografo na rua de casa), jantando com meu marido, indo a algumas festas. Quem julgar por fora, será tão vazia quanto a resposta que ela terá, pois dentro de casa ninguém sabe o que rola. Se sou eu quem amamento, que troco a fralda de coco, que dou o banho. Se estou fora de casa por duas horas, não representa nada perto das outras 22hs que estou com ele.

Não estou respondendo o comentário por aqui não, nem estou querendo levantar polêmica, pois respondi no post anterior e a leitora é uma querida e sempre presente por aqui. Estou apenas usando o gancho para falar sobre algo muito frequente nesse mundo, o julgamento infundado.

Segunda-feira passada eu fui fazer a minha primeira sessão de fotos para o blog. Faço sempre em Campinas pois a logística é melhor para mim (mesmo que eu saia de casa, em SP, com o carro carregado. Literalmente. Com todas as roupas de fotos, sapatos, acessórios, e depois tenha que voltar tudo no fim do dia), pois a casa é dentro de um condomínio, sem ruas movimentadas, sem elevador, sem ter que pegar o carro a cada nova foto. Sem contar que por lá meus pais piram no Bernardo, e eu consigo deixar a semana deles um pouco mais especial. Sábado foi dia da minha primeira festa depois da gravidez, e como foi em Campinas deixei o Bernardo com a minha mãe e nem preciso dizer como “fiz o ANO dela”, preciso rs? Ela simplesmente pirou. Durante a festa eu dei umas ligadas para saber se estava tudo bem, até que ela pediu que eu parasse de ligar e curtisse a festa. Realmente consegui curtir, bebi uma Champagne que tanto amo e estava com saudade ahahah e voltei pra casa. No dia seguinte ele acordou rindo, como sempre, e vi que tudo bem, ele não “morre” por isso.

É isso, a vida vai se re-ajeitando. Vai se moldando de uma nova forma, com algumas novas preocupações, mas com um maior significado.

O Bê sempre foi bonzinho. Bonzinho até demais. Cheguei a perguntar ao pediatra se era normal ele não chorar nunca, pois achei que fosse culpa do soprinho em sua válvula pulmonar. Vai saber né, quem sabe ele não tivesse fôlego para chorar… O Pediatra riu. Dois dias antes dele completar 1 mês, como já escrevi no diário de 4 semanas, ele deu um trabalhinho e ficou bem choroso. Li por insistência das leitoras queridas sobre o tal de pico de crescimento e salto de desenvolvimento, no qual me pareceu fazer total sentido. O pediatra desconheceu esses fenômenos e eu “broxei”. Agora, dois dias antes dele completar o segundo mês, de novo, choro sem motivo aparente algum. Não era choro de dor, não era manha, não era cólica, não era frio e nem calor, não era nada. Não queria ficar no colo e não queria ficar fora dele. Não queria nada, sabem como? Pode parecer besteira mas eu já conheço os chorinhos dele e eu simplesmente não detectava nada. Resolvi ler novamente sobre esse fenômenos e, novamente, fizeram total sentido. Resolvi acreditar, mesmo o pediatra falando que não ahaha. “Há mais coisas entre o céu e a terra do que podemos explicar/imaginar”, acredito eu e William Shakespeare.

Passados dois dias, Bezinho estava ótimo e mais esperto do que nunca. Amém!

Ontem foi dia de levá-lo para tomar as vacinas de 2 meses e pode parecer brincadeira, mas foi o dia que ele acordou mais bem humorado. Cheguei no berço e lá estava ele, simplesmente me mostrando todo o seu charme e a sua gengiva ahaha, rindo e fazendo sonzinhos. Mamis pira!!!!! Arrumei o Bezinho e lá fomos nós (papai, mamãe e Bê) para a clínica. A primeira vacina foi oral, ele praticamente mamou a seringa, todo sorridente e fofo. Me deu uma dó, mal sabia o que o esperava. Depois veio a primeira picadinha na perninha direita, que a enfermeira avisou que iria doer mas que era a menos dolorida (oi?). Ele chorou sentido, e meu coração virou frangalhos. Depois, logo após a primeira picada, veio a segunda, na perninha esquerda, e a enfermeira falou para nos prepararmos pois essa era realmente dolorida e que o choro dele seria até diferente. Batata! Ele chorou doído, perdeu até o fôlego, e eu simplesmente morri. Acho que renasci só algumas horas depois, pois ele mamou chegando em casa e capotou. Dormiu 3 horas seguidas no meu colo, nem o calor, nem a cãibra, nem a vontade de fazer xixi me fizeram deixá-lo no berço e tirá-lo de meus braços ahahah. Acordou para mamar e novamente dormiu. Onde? Nos meus braços, claro. Acordou às 21:30 pra mamar de novo e aí foi para o bercinho, onde acordou só às 4:30 da manhã, mamou pouco e já dormiu de novo. Uma benção! Hoje parece que não tem nenhuma reação, graças a Deus.

Já estou pensando nas próximas vacinas, meu Deus me ajude, é muito triste para as mamães né? Mas precisamos pensar que é para um bem maior.

Bom, seguimos firme e forte por aqui. Rindo, ficando mais tempo acordado, às vezes tendo dificuldade para dormir depois de muitos estímulos, mas cada vez mais esperto e gostoso. Obrigada por tanto carinho, se ele pudesse ele também agradeceria, é muito amor emanado.

Beijos com muito carinho,

Nati e Bê, 9 semanas =)

 

Compartilhe